- Publicidade-
InicioMundo LusófonoCabo VerdeAcordo bilateral com EUA não autoriza entrada automática de militares em Cabo...

Acordo bilateral com EUA não autoriza entrada automática de militares em Cabo Verde

O embaixador dos Estados Unidos em Cabo Verde, Donald Heflin, disse que o acordo sobre o estatuto das forças militares do país em Cabo Verde não significa instalação de bases nem autoriza entrada automática de militares no arquipélago cabo-verdiano.

“Este SOFA não traduz automaticamente um consentimento por parte de Cabo Verde a permitir o envio de militares dos EUA para o vosso país. Os nossos dois governos teriam que ainda concordar em conduzir a (s) actividade/actividades específicas, às quais o SOFA se aplicaria automaticamente”, afirmou Donald Heflin, num artigo publicado no jornal Santiago Magazine.

O Status Of Forces Agreement (SOFA), que foi assinado em Setembro nos Estados Unidos, foi aprovado na sexta-feira no parlamento cabo-verdiano, com votos a favor da maioria do Movimento para a Democracia (MpD) e abstenção da oposição do Partido Africano da Independência de Cabo Vede (PAICV) e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID).

No artigo de opinião publicado no jornal cabo-verdiano, Donald Heflin disse ainda que o acordo não significa a instalação de bases militares norte-americanas em Cabo Verde. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.