- Publicidade-
InicioMundoMédio OrienteRegime recupera terreno no sul da Síria como parte das negociações

Regime recupera terreno no sul da Síria como parte das negociações

As forças do regime de Bashar al Assad recuperaram neste domingo o controle de várias localidades no sul da Síria, como resultado das negociações sobre o destino de áreas em poder dos insurgentes, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

As forças pró-regime recuperaram quatro vilas e uma cidade na região da fronteira com a Jordânia em virtude dos chamados acordos “de reconciliação”, que se assemelham a uma capitulação, impostos aos rebeldes após sangrentos combates, segundo o OSDH.

“Neste domingo foram fechados cinco novos acordos de ‘reconciliação’, nas localidades de Al Mseifra, Kahil, Sahwe e Al Yize, assim como na cidade de Basra al Sham”, revelou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

As forças leais a Bashar al Assad deflagraram em 19 de junho, com o apoio da aviação russa, uma grande ofensiva para recuperar setores rebeldes na província de Deraa, considerada a cunha da contestação contra o regime em Damasco iniciada em 2011.

A cidade de Deraa segue dividida entre os rebeldes e as forças pró-regime.

Segundo o OSDH, o regime já controla quase 60% desta província, que faz divisa com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas em parte por Israel.

Os ataques aéreos e os combates deste domingo na região de Tafas, no noroeste da província, deixaram dez rebeldes e sete combatentes pró-regime mortos, segundo Abdel Rahman.

Desde 19 de junho, as forças do regime perderam 117 homens, contra 74 entre os rebeldes, de acordo com o OSDH, que também informa 132 civis mortos, sendo 25 crianças.

“Durante o domingo foram lançados 22 ataques contra Tadas, e após o bombardeio aéreo ocorreu – no final da tarde – uma troca de disparos de artilharia”, disse Abdel Rahman.

No restante da província de Deraa “se mantém um cessar-fogo desde às 19H00 (13H00 Brasília) de sábado para facilitar as negociações”. (AFP)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.