Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Mais de 100 pessoas detidas na Operação Relâmpago em Luanda

O patrulhamento efectuado pela Polícia Nacional, no período nocturno no âmbito da Operação Relâmpago, permitiu a detenção de 161 indivíduos suspeitos de envolvimento em diversos crimes, sendo 113 em cumprimento de mandado de captura e 48 em flagrante delito.

A “Operação Relâmpago”, com duração de 48 horas, permitiu ainda a apreensão de 12 armas de fogo, dois carregadores, munições, 12 viaturas, 11 motorizadas, 38 gramas de libanga, entre outros produtos.

A Polícia Nacional lançou, na quinta-feira, em 11 províncias de Angola a “Operação Relâmpago” com objectivo de devolver o sentimento de segurança aos cidadãos , que se tem queixado de forma frequente de assaltos e violência.

Em Luanda, a actividade da polícia focou-se principalmente nos bairros dos Mulenvos de cima, de baixo e Huambo, assim como nos municípios de Luanda, Cazenga, Viana, Cacuaco, Icolo e Bengo, Kilamba Kiaxi e Belas.

Recentemente os moradores dos Mulenvos manifestaram-se preocupados com o índice de criminalidade, alegando que a falta de policiamento na zona permitia a aumento de delitos, facto que levou as autoridades policiais a implementar medidas de segurança para restituir o sentimento de segurança.

Durante a operação foram identificados dois mil 384 transeuntes, e detidos 14 cidadãos em flagrante delito, sendo sete por roubo, dois por furto, um por introdução em casa alheia, dois por posse ilegal de arma de fogo e igual número por estupefaciente.

No âmbito da mesma operação foram catalogados 121 elementos tidos como suspeitos, deste número quatro com antecedentes criminais.

A polícia apreendeu ainda uma viatura e 47 motociclos, presumivelmente roubados ou furtados.

Foram recuperadas duas armas de fogo abandonadas por marginais que se colocaram em fuga quando se aperceberam da presença da polícia.

A polícia também realizou Operação Stop que culminou na fiscalização 856 viaturas e 655 motorizadas.

Em declarações à imprensa para o balanço da “Operação Relâmpago”, o porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, inspector-chefe Lázaro da Conceição, disse que o objectivo é prevenir a criminalidade e garantir o sentimento de segurança das populações.

Disse que foi realizado um trabalho profundo de patrulhamento visível e contactos com os moradores para a monitorização da zona e programar medidas preventivas para acautelar actos delituosos nos bairros.

Relativamente ao bairro Huambo, localizado no distrito urbano de Viana, o inspector-chefe considerou o índice criminal estável, apesar de registar um ou outro caso de forma isolada, mas sem números alarmantes.

Em alguns bairros aonde foram realizados os patrulhamentos, os moradores congratularam-se com a presença dos agentes da Polícia Nacional.

A operação envolve 50 mil efectivos de todas as especialidades da Polícia Nacional, incluindo os Serviços de Investigação e Migração e Estrangeiros, decorre nas províncias de Luanda, Huambo, Huíla, Benguela, Bengo, Zaire, Cabinda, Bié, Uige, Lunda Sul, Cabinda e Cuanza Norte. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »