Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Inscrições decorrem até Julho para concurso da MultiChoice

As inscrições para o concurso audiovisual MultiChoice Talent Factory (MTF) encerram a 5 de Julho e não este mês, informou ontem João Adilson, membro da organização.

O concurso foi lançado a 30 de Maio e inclui formação, produção e distribuição de conteúdos africanos audiovisuais para cinema e televisão. Organizado pela MultiChoice Africa, contempla três fases, sendo a primeira “Academia MultiChoice Talent Factory (AMTF)”.

Para a primeira fase que começa em Outubro, com uma sessão de formação na Zâmbia durante 12 meses, concorrem candidatos de países da África Austral, de que Angola faz parte.

A Academia MTF é um programa educacional de 12 meses destinado a formar 60 jovens africanos, que desejam trabalhar e inovar na produção de filmes e programas de televisão.

“Estamos abertos para todas as pessoas, desde que tenham no mínimo 18 anos de idade, com ou sem experiência; o mais importante é que tenham conhecimentos de inglês e que o perfil (currículo) seja compatível com as exigências desse ramo dos audiovisuais”, disse João Adilson.

Ainda sobre essa fase, a Academia MTF prevê a possibilidade de criar um segundo módulo para candidatos que não dominam a língua inglesa, embora não tenha avançado data. “Nem podemos garantir que será este ano”, realçou. A formação em língua inglesa é uma exigência por depender de uma bolsa com certificação internacional. O objectivo visa impulsionar e desenvolver as indústrias criativas em países do continente africano em vias de desenvolvimento económico.

Os formandos vão ter a oportunidade de desenvolver as competências de produção em cinema e TV, com o apoio de especialistas da indústria audiovisual, durante um ano.

A segunda fase do projecto, “Masterclasses”, é aberto a profissionais ou pessoas que estejam a trabalhar na área e reconhecem a ne-cessidade de suprir eventuais lacunas.

A terceira e última fase, denominada “Portal MTF” destina-se à interacção entre profissionais para intercâmbio, bem como apresentação de trabalhos concluídos, passíveis de divulgação pela MultiChoice África.

O programa terá mais duas Academias MTF regionais situadas no Quénia, para candidatos da África Oriental, e na Nigéria, para candidatos da África Ocidental.

Os estudantes vão produzir conteúdos cinematográficos e televisivos para serem transmitidos nos canais M-Net locais na plataforma da MultiChoice, incluindo África Magic, Maisha Magic East, Maisha Magic Bongo, Zambezi Magic, M-Net e Super Sport para alcançar o público africano pelas plataformas da DStv e GOtv.

No acto de lançamento do projecto, o ministro da Comunicação Social, João Melo, realçou a necessidade de sinergias com as plataformas de distribuição televisiva que operam no país, para aumentar a produção de conteúdos locais e desenvolver o mercado, bem como a capacidade no domínio dos audiovisuais.

Programação africana

O director-geral da Multichoice Angola, Eduardo Continentino, reconheceu que “somos ricos nessas áreas das indústrias criativas, mas o espaço dado para essa ex-pressão foi, na melhor das hipóteses, limitado, e na pior, relegado à franja da economia dominante, deixando de lado sonhos não realizados, talentos inexplorados e histórias por escrever”.

Como resultado, prosseguiu, os sectores cinematográficos e televisivos não se desenvolveram tanto quanto as outras indústrias no continente “e não por falta de talento, paixão ou imaginação, mas sim por falta de espaço e oportunidades”.

Durante duas décadas, a MultiChoice tem investido no desenvolvimento de programação original africana, apresentando-a nas plataformas da DStv e GOtv em 49 países da África subsariana.
Os 60 formandos MTF (20 por cada região) serão seleccionados em 13 países africanos onde a MultiChoice opera . (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »