Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Alas da FNLA convocam dois congressos em separado

As alas que disputam a liderança da FNLA, na oposição em Angola, marcaram dois congressos em datas e locais diferentes, o que pode representar a continuação da crise interna que começou em 2009.

Em duas conferências de imprensa simultâneas realizadas na segunda-feira, 11, em Luanda, o porta-voz do presidente do partido Lucas Ngonda anunciou a realização doII Congresso Extraordináriode25 a 28 de Junho, na província do Huambo.

Por sua vez, o chamado grupo dos “50%+23 membros do Comité Central” escolheram a cidade de Luanda para se encontrarem de 19 a 21 deste mês.

O porta-voz da FNLA, Jerónimo Makana, assegurou que o congresso não será electivo, mas apenas pretende analisar e reflectir sobre vários assuntos relacionados ao próprio partido, que admitiu estar a sofrer “um grande declínio”.

Sabe-se que durante o conclave Lucas Ngonda pretende reduzir o número dos membros do Comité Central por alegadas razões financeiras e por “indisciplina de alguns membros”

Do lado oposto, Laíz Eduardo, em representação do grupo, disse à VOA que o facto de o Tribunal Constitucional (TC) ter chumbado a providência cautelar intentada por Lucas Ngonda, que pretendia inviabilizar o congresso dos “50%+23”, confere o mandato a este grupo para se reunir de 19 a 21 de Junho em Luanda.

Aquele político acusou o líder da FNLA de pretender fazer do partido “um projecto pessoal”.

Lais Eduardo assegurou que os estatutos do partido permitem a este grupo de membros, expulsos por Lucas Ngonda, convocar um congresso “caso a situação assim o exija”.

A crise de liderança na FNLA remonta ao ano de 2009, dois depois da morte do seu presidente-fundador, Holden Roberto. (VOA)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »