InicioMundoEUATrump diz que jornalistas devem ser livres para fazer o seu trabalho

Trump diz que jornalistas devem ser livres para fazer o seu trabalho

Ataque contra jornal em Maryland deixou cinco mortos e dois feridos graves.

O Presidente americano classificou de terrível o ataque ontem contra a redacção do jornal Capitol Gazette no Estado de Maryland, que deixou cinco jornalistas mortos e dois feridos ainda em estado grave.

Para Trump, “os jornalistas devem sentir-se livres de qualquer medo ou temor”.

Ao participar num evento nesta sexta-feira, 29, o Presidente prometeu que o seu Governo “não vai descansar até reduzir a violência e proteger vidas inocentes”.

A polícia identificou Jarrod Ramos comoo autor dos ataques e o acusou formalmente de cinco crimes de homicídio em primeiro grau.

O suspeito tinha um longo historial com a publicação, que incluía um processo e anos de assédio aos jornalistas nas redes sociais.

Residente de Maryland, Jarrod Ramos processou o Capitol Gazette por difamação em 2012 e perdeu.

No caso ele se insurgiu contra uma reportagem sobre um processo em que Ramos fora condenado por assédio sexual.

Apesar do ataque de onte, o jornal não deixou de trabalhar e hoje apresentou a notícia do massacre e as fotos dos jornalistas que morreram na acção.

Em homenagem aos jornalistas, as páginas que eles estavam a escrever ficaram em branco.

O Capital Gazette é um dos jornais mais antigos dos Estados Unidos. Foi fundado em 1727, com o nome Maryland Gazette. (Voa)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.