InicioMundoMédio OrientePelo menos 120 mil deslocados pelos combates no sul da Síria

Pelo menos 120 mil deslocados pelos combates no sul da Síria

Pelo menos 120.000 pessoas fugiram nos últimos 10 dias das zonas de conflito na província de Deraa, no sul da Síria, alvo de uma ofensiva do regime, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Dezenas de milhares dos deslocados dirigiram-se para a fronteira com a Jordânia, que as autoridades de Amã anunciaram que se manterá fechada para evitar a passagem de refugiados.

Outros grupos de civis foram para zonas controladas pelo exército sírio, após a abertura de dois corredores humanitários e três centros de deslocados a norte e noroeste da capital regional.

Segundo o OSDH, um outro grupo terá fugido para zonas controladas pelo Exército de Khalid bin Walid, ligado ao grupo extremista Estado Islâmico, que controla um enclave junto ao rio Yarmuk, na fronteira com os montes Golã, ocupados em parte por Israel, e com a Jordânia.

Pelo menos 98 civis, incluindo 17 mulheres e 19 menores, morreram desde o início da ofensiva contra Deraa a 19 de junho, segundo o último balanço do OSDH.

A ofensiva do regime de Bashar al-Assad, apoiada pela aviação russa, contra os territórios rebeldes no sul da Síria foi criticada hoje pela Turquia, que classificou os ataques de “desumanos”.

Na quinta-feira, as Nações Unidas apelaram aos Estados Unidos, à Rússia e à Jordânia para fazerem tudo o que pudessem para se conseguir um cessar-fogo em Deraa. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.