InicioMundoÁfricaNigéria é o país com mais pobreza extrema no mundo

Nigéria é o país com mais pobreza extrema no mundo

A Nigéria, que esteve a um passo de fazer história no mundial de futebol da Rússia caso tivesse eliminado a Argentina, acaba de ser catalogada como sendo a nação em todo o mundo onde existe o maior número de pessoas a viverem numa situação de extrema pobreza

Mais de 87 milhões de nigerianos, cerca de metade do total da população, está numa situação de extrema pobreza, sobrevivendo com menos de dois dólares por dia.

Trata-se de uma distinção de que nenhum país se pode orgulhar é atribuída por um grupo de organizações humanitárias internacionais, através de um estudo referente a 2017, que operam em conjunto com as Nações Unidas para minimizar as carências alimentares em todo o mundo.

De acordo com o referido estudo, o continente africano alberga dois terços de um total de 643 milhões de pessoas que em todo o mundo vivem em situação de pobreza extrema, embora os números revelem uma ligeira diminuição em relação ao ano anterior.

Mas essa diminuição, infelizmente, vai ser revertida até ao final deste ano altura em que mais 3 milhões de pessoas serão afectadas pela pobreza em relação aos números actuais.

O caso da Nigéria é sublinhado pelos autores deste estudo, não só pelo facto de ser aquele onde existem mais pobres (o que é natural dado o facto ser também o mais popoluso) mas por se tratar da maior economia africana e do maior produtor de petróleo do continente.

Apesar dessas duas valências, o facto é que os sucessivos governos se têm mostrado incapazes de promover condições económicas para satisfazerem as necessidades de um número mais alargado de pessoas.

A recente crise provocada pelo abaixamento do preço do petróleo, não explica tudo o que de insuficiente a Nigéria tem feito para criar alternativas económicas para compensar a redução da arrecadação das receitas provenientes da exportação do “ouro negro”. (Jornal de Angola)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.