InicioAngolaSociedadeCaso Nicholas Neto: Início do julgamento adiado por ausência do Ministério Público

Caso Nicholas Neto: Início do julgamento adiado por ausência do Ministério Público

O início do julgamento do caso “Corrupção na AGT”, inicialmente marcado para esta segunda-feira, na 6ª Secção dos Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda, foi remarcado para a próxima segunda-feira, devido à ausência do representante do Ministério Público.

Trata-se da terceira vez que o julgamento é adiado. Dessa vez, segundo explicou Benja Satula, advogado de Nicholas Neto, o ex-administrador da Administração Geral Tributária (AGT) e conhecido como o principal entre todos os arguidos no processo, teve a ver com a ausência do representante do Ministério Público. (Jornal de Angola)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.