InicioMundoÁfricaMali: 32 civis da etnia fula mortos no centro do país

Mali: 32 civis da etnia fula mortos no centro do país

Pelo menos 32 civis da etnia fula morreram a, no centro do Mali, na sequencia de um ataque atribuído aos caçadores tradicionais, conhecidos pelo nome “dozo”, noticiou nesta segunda-feira a AFP.

“Foram os “dozo”, que chegaram sábado à vila de Koumaga, na zona de Djenné (centro). Cercaram a vila, isolaram os membros da etnia fula das outras comunidades e mataram pelo menos 32 civis”, revelou Abel Diallo, presidente de uma associação local

Entre os mortos estão também crianças da etnia fula, adiantou uma outra fonte local à AFP.

Nos últimos três anos, o centro do Mali tem vivido uma acentuada violência que opõe várias etnias que vivem da agricultura.

O Mali tem ainda problemas de jihadismo, tendo nos últimos meses o exército do Mali neutralizado alegados terroristas na região centro do país, com organizações de defesa dos direitos humanos a denunciar a prática de execuções sumárias e extrajudiciais.

Abdel Diallo mostrou-se preocupado porque muitas vezes tem-se estado associar certas etnias ao jihadismo.

Os Estados Unidos pediram ao Mali a abertura de um inquérito credível e transparente após a descoberta de 25 corpos em três valas comuns na região de Mopti, havendo suspeitas de envolvimento de militares do exército naquelas atrocidades.

De igual modo, o Canadá, que vai enviar nas próximas semanas cerca de 250 “capacetes azuis” para o Mali, e a União Europeia já manifestaram as suas preocupações com a situação naquele país africano. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.