InicioMundo LusófonoMoçambiqueDesarmamento da Renamo é essencial para a paz, diz Presidente moçambicano

Desarmamento da Renamo é essencial para a paz, diz Presidente moçambicano

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje em Maputo o desarmamento da Renamo, principal partido da oposição, fundamental para a manutenção da paz no país, apontando o diálogo contínuo como instrumento para a estabilidade.

Filipe Nyusi defendeu a urgência do desarmamento, desmobilização e reinserção social dos homens armados da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), numa declaração à nação na Praça dos Heróis, por ocasião do 43º aniversário da independência nacional, assinalado hoje.

“O desarmamento, desmobilização e reinserção social dos homens armados da Renamo são a condição ‘sine qua non’ para um país democrático, estável e pacífico”, declarou o chefe de Estado moçambicano.

Não há alternativa ao desarmamento, desmobilização e reinserção social do braço armado da Renamo e devem começar já, acrescentou.

Filipe Nyusi exortou a nova liderança da Renamo a honrar os compromissos assumidos por Afonso Dhlakama, líder do partido falecido em 03 de maio, no sentido de assegurar o desarmamento da organização.

“Apelamos à serenidade da nova liderança da Renamo, para que, com maior brevidade, se alcance a paz e a reconciliação efetiva no país”, afirmou Filipe Nyusi.

O chefe de Estado moçambicano manifestou o desejo de que a Renamo esteja desarmada antes da realização das eleições autárquicas de 10 de outubro deste ano, para que o escrutínio decorra num ambiente de tranquilidade.

Filipe Nyusi apontou a instauração de uma paz duradoura e a estabilidade política e económica como os principais desafios que o país enfrenta, 43 anos após alcançar a independência de Portugal.

“Esta data constitui um marco indelével na nossa história de luta e remete-nos a uma reflexão permanente sobre a nação que queremos construir”, afirmou o Presidente moçambicano. (Sapo 24)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.