InicioMundo LusófonoBrasilDefesa pede a Supremo do Brasil prisão domiciliária para Lula da Silva

Defesa pede a Supremo do Brasil prisão domiciliária para Lula da Silva

A defesa de Lula da Silva pediu na quinta-feira ao Supremo Tribunal a prisão domiciliária para o antigo presidente do Brasil, caso não seja suspensa a ordem de prisão decretada em abril.

O pedido foi feito ao Supremo Tribunal Federal (STF), onde os advogados de defesa reforçaram a pretensão de que seja suspensa da execução da pena de 12 anos e um mês de prisão, num caso que envolve um apartamento de luxo na cidade brasileira do Guarujá, que teria sido dado a Lula da Silva como suborno pela construtora OAS, em troca de vantagens em contratos com a petrolífera estatal Petrobras.

Caso o STF não interceda, na terça-feira, a favor da suspensão da prisão, os advogados sugeriram ao tribunal outras medidas cautelares, como a possibilidade de cumprir a sentença em prisão domiciliária.

O STF marcou para a próxima terça-feira o julgamento de um pedido da defesa do antigo Presidente brasileiro.

Se o recurso for aceite pelos juízes, o antigo chefe de Estado brasileiro poderá aguardar em liberdade enquanto outros recursos deste processo são julgados nas instâncias superiores.

A defesa pediu ainda suspensão da inelegibilidade de Lula da Silva para concorrer às eleições presidenciais, como consta da condenação na segunda instância da Justiça do país.

Lula da Silva lidera todas as sondagens para as próximas presidenciais do Brasil, que decorrem em outubro. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.