Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Réu pede desculpas pelos massacres no monte Sumi

Apesar de negar o seu envolvimento directo no massacre de nove polícias, a 16 de Abril de 2015, no monte Sumi, município da Caála, na província do Huambo, o então vice-líder da extinta seita religiosa Luz do Mundo, Justino Tchipango, pediu ontem, no tribunal da província do Huambo, desculpas aos angolanos, em particular às famílias das vítimas.

No último interrogatório da sessão de julgamento, iniciada no passado dia 12, o réu, de 32 anos de idade e arrolado no processo de querela 265/2018, voltou a negar a sua participação nos homicídios voluntários, atribuindo culpas ao auto-intitulado profeta Julino Kalupeteka, fundador da seita, condenado em Abril de 2016 a 28 anos de prisão efectiva, como o único responsável dos acontecimentos. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »