- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Pedrógão Grande. Um ano depois, o que foi recuperado?

Pedrógão Grande. Um ano depois, o que foi recuperado?

Um ano depois dos incêndios de junho de 2017, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDRC) lançou um relatório sobre as ações de recuperação das habitações permanentes e da atividade produtiva nos concelhos afetados. O balanço indica que 60 por cento das habitações foram reconstruídas e 90 por cento dos projetos apresentados para a recuperação de empresas foram aprovados.

Segundo o relatório, dos 45,979 hectares de área ardida, na região centro de Portugal, Pampilhosa da Serra Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Pedrógão Grande, Penela, Sertã e Góis foram os sete concelhos mais abrangidos pelas chamas.

O levantamento de danos indica que 264 habitações permanentes foram ardidas, gerando prejuízos na ordem dos 28 milhões de euros. Até ao momento, do total das 261 habitações, 157 já foram concluídas e 104 ainda se encontram em estado de intervenção. Por decisão dos proprietários, três habitações não foram reconstruídas. O investimento financeiro na reconstrução das habitações foi de 10 milhões de euros.

Devido aos incêndios de junho do ano passado, 63 empresas foram afetadas com 28 milhões de euros em danos. Neste âmbito, foram apresentados 55 projetos destinados a repor, total ou parcialmente, a capacidade produzida afetada de todas as atividades económicas com exceção dos projetos do setor da produção agrícola primária.

Dos 55 projetos de recuperação apresentados, 49 foram aprovados. O valor total dos projetos de recuperação apresentados aponta para os 26 milhões de euros. O incentivo correspondente ao Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) foi de 15 milhões de euros, mas até ao momento apenas 3,6 milhões foram pagos.

Entre as infraestruturas e equipamentos municipais danificados – com prejuízos de 24,3 milhões de euros – encontram-se estradas municipais, segurança rodoviária, equipamentos municipais, equipamento urbano e sistemas de distribuição de água.

O relatório aponta para novos investimentos na capacidade produtiva da região. Houve apoios no valor de 524 milhões de euros para novos projetos empresariais nas áreas afetadas. (PTjornal)

- Publicidade -
- Publicidade -

Na parabólica dos nossos sonhos…

NOTÍCIA IMPORTANTE PARA ANGOLA! O Google lançou numa quinta-feira (20) de Abril no Brasil, o seu primeiro programa mundial para acelerar startups de jornalismo. O...
- Publicidade -

AGT prevê encaixar 25 mil milhões em leilão

A Administração Geral Tributária (AGT) prevê arrecadar 24.954 milhões de kwanzas no primeiro leilão online , previsto para o corrente mês de Julho, onde...

Venda de divisas para as viagens vão ser reatadas

Regulador levanta interrupção estabelecida quando as transacções para cobrir deslocações ao estrangeiro prosseguiam, apesar da interdição do espaço aéreo. O BNA levantou, quinta-feira, uma suspensão...

Embaixador José Patrício: «Os EUA não negligenciam o papel de Angola no xadrez continental e como actor privilegiado na resolução de conflitos»

José Gonçalves Martins Patrício é um nome de destaque no histórico da diplomacia angolana, tendo sido, entre outros cargos desempenhados «fora de portas», o...

Notícias relacionadas

Na parabólica dos nossos sonhos…

NOTÍCIA IMPORTANTE PARA ANGOLA! O Google lançou numa quinta-feira (20) de Abril no Brasil, o seu primeiro programa mundial para acelerar startups de jornalismo. O...

AGT prevê encaixar 25 mil milhões em leilão

A Administração Geral Tributária (AGT) prevê arrecadar 24.954 milhões de kwanzas no primeiro leilão online , previsto para o corrente mês de Julho, onde...

Venda de divisas para as viagens vão ser reatadas

Regulador levanta interrupção estabelecida quando as transacções para cobrir deslocações ao estrangeiro prosseguiam, apesar da interdição do espaço aéreo. O BNA levantou, quinta-feira, uma suspensão...

Embaixador José Patrício: «Os EUA não negligenciam o papel de Angola no xadrez continental e como actor privilegiado na resolução de conflitos»

José Gonçalves Martins Patrício é um nome de destaque no histórico da diplomacia angolana, tendo sido, entre outros cargos desempenhados «fora de portas», o...

Se o Governo falhar, falhamos todos!

A “ COVID-19 não é brincadeira! Além de estar a causar uma segunda vaga em Portugal e noutros países, esta confirmação levou agora o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.