Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ministra da Cultura quer igrejas a trabalhar em prol da harmonia social

A igreja deve reforçar e direccionar à sua acção no bem-estar social, na unidade, na harmonia e na educação das populações, contribuindo, desta forma, para a coesão social, a paz e no desenvolvimento das comunidades, afirmou hoje, em Menongue, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

De acordo com a ministra, que falava durante um encontro de trabalho com líderes de igrejas reconhecidas, no âmbito da sua jornada de trabalho na província do Cuando Cubango, a educação, a formação profissional, a educação moral e cívica, principalmente da juventude, devem merecer uma atenção especial da igreja, cuja missão é transmitir mensagens de pacificação dos espíritos.

Para Carolina Cerqueira, a igreja deve valorizar a família, por ser a base do desenvolvimento e afirmação da identidade nacional e dos traços identitários da cultura angolana, bem como promover os valores de unidade e da ordem, como forma de se combater as acções maléficas que colocam em causa o bem-estar social, a paz, a segurança e a tranquilidade nas comunidades.

A ministra adiantou que a juventude deve receber da igreja mensagens patrióticas, de respeito pelos valores cívicos, pelo próximo e pelos símbolos nacionais.

Já o director do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos, Castro Maria, a igreja deve igualmente trabalhar na moralização da sociedade , apostando em acções que possam traduzir o verdadeiro papel da igreja, combatendo as práticas que desvirtuam e que perturbem a lei.

Castro Maria avançou que o Estado angolano conta com a igreja na promoção de acções ligadas a educação, saúde, entre outras.

Durante os três dias de actividade no Cuando Cubango, a ministra manterá encontros de auscultação com os agentes culturais da província, autoridades tradicionais e do poder local, com o bispo da diocese de Menongue, uma deslocação ao município do Cuchi e um levantamento sobre a comunidade Khoisan. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »