Portal de Angola
Informação ao minuto

Famílias angolanas afectadas por alcoolismo e drogas

Crentes no templo Juliana de Almeida, da Igreja Metodista Unida (foto arquivo) (Foto: Lino Guimarães)

O pastor da Igreja Metodista Unida, Joaquim Titila, disse, hoje em Luanda, que as famílias angolanas enfrentam graves problemas de alcoolismo, drogas e falta de entendimento conjugal.

O pastor reformado salientou que estas dependências e incompreensões geram violência no lar e na sociedade.

Há filhos e pais alcoólatras, reflexos da sociedade actual, que inaugura cada vez mais fábricas de cerveja em vez de leite e cereais para o fortalecimento das crianças e jovens – reclamou.

Joaquim Titila, que falava num culto de acção de graças, no encerramento da Semana da Família no templo Juliana de Almeida, em Camama, lembrou que filhos torturam os pais para se apoderam dos seus bens adquiridos com muito sacrifício.

Noutra vertente, reprovou a impaciência de muitos pais que chegam a casa zangados, não dialogam com a esposa e filhos e preocupam-se apenas com a refeição à mesa e o telejornal.

Em sua opinião, é essencial que cada chefe de família cuide bem dos filhos e parentes.

“A comunicação constante entre pais e filhos é essencial para não adoecer o relacionamento” – enfatizou no sermão da jornada que decorreu sob o lema “Minha Família meu maior património”.

Em relação a doenças, considerou que a saúde está cada vez mais debilitada, por falta de hospitais, médicos e análises clínicas eficientes.

Sobre a violência, afirmou que cresce até mesmo no meio de gente culta, pelo que acha que a solução está na transformação espiritual das pessoas.

A Semana da Família encerrou com o culto de acção de graças, representação dramática e cânticos de grupos corais convidados pela igreja Juliana de Almeida. (Angop)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »