Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Medicamento Keytruda, da Merck, aumenta taxa de sobrevivência a câncer de pulmão após dois testes

(DR)

O medicamento de imunoterapia Keytruda, da Merck, aumentou o tempo de sobrevivência em pacientes recém diagnosticados com câncer de pulmão e para os que estejam em tratamento de quimioterapia para combate de de célula escamosa de difícil tratamento, segundo mostram novos dados publicados neste domingo, consolidando ainda mais a liderança da companhia no lucrativo mercado da oncologia.

O Keytruda compete com drogas dos laboratórios Roche, Bristol-Myers Squibbe outras que também liberam o sistema imunológico para atacar tumores como em casos de câncer pulmonar.

Os medicamentos conseguiram aprovação para uma variedade de tipos de tumores, mas a maior oportunidade comercial está nos tumores pulmonares diagnosticados precocemente.

Os novos resultados, apresentados na reunião da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO, na sigla em inglês) em Chicago colaboram para a visão de que o Keytruda “estabeleceu o padrão para o qual outras terapias terão de ser comparadas”, disse à Reuters Roy Baynes, director de desenvolvimento clínico da Merck. (Reuters)

(Tradução Redacção Brasília; 55 61 3426-7026)

REUTERS LG

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »