Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Redes de transportação logística do país carecem de atenção especial

As redes de transportação logística e de comercialização do país carecem de atenção especial, para potenciar a competitividade da produção nacional no continente e incentivar o investimento privado no domínio agro-industrial.

A constatação é do governador da província do Huambo, João Baptista Kussumua, discursando hoje, segunda-feira, nesta região, no encontro de auscultação aos empresários do Huambo e do Bié sobre a adesão de Angola na zona de comércio livre continental africana.

Segundo ele, é necessário que o programa de investimentos públicos dê primazia aos projectos de reabilitação de infra-estruturas voltadas ao incremento da capacidade de controlo dos produtos nacionais.

Afirmou ser preciso apostar, cada vez mais, nos laboratórios de análise alimentar, referindo-se particularmente ao da Faculdade de Ciências Agrárias, da Universidade José Eduardo dos Santos, e do Instituto de Investigação Veterinária, ambos na província do Huambo, visando o aumento da capacidade produtiva nacional e reforçar a segurança alimentar do país.

João Baptista Kussumua destacou o aumento da produção de energia eléctrica e da captação, tratamento e distribuição de água potável nas regiões de maior potencial agro-pecuário e industrial do país, aliadas a construção e reabilitação das estradas secundárias e terciárias, para facilitar a circulação de pessoas e mercadorias das zonas de produção aos grandes centros industriais e de consumo.

Apelou, de igual modo, um maior investimento no Instituto de Desenvolvimento Agrícola, no programa de extensão rural e a conclusão das infra-estruturas em construção nas províncias do Huambo e Bié, cuja execução compete ao Ministério do Comércio, para reforçar a capacidade de assistência técnica, ao passo que as instituições financeiras devem melhorar os seus produtos de crédito aos produtores.

Neste sentido, afirmou que a definição de estratégias e planos de negócios mais adequados às oportunidades e desafios da nova realidade da integração de Angola na zona de comércio livre representa, quando bem programada, estruturada e escalonada no tempo, uma excelente oportunidade de crescimento económico e melhoria da condição de vida do povo angolano.

Argumentou que a integração de Angola na zona de comércio livre, aliada à reabilitação das redes de transportação logística, vai impulsionar o desenvolvimento económico do país, tendo em conta a sua transversalidade no estabelecimento de políticas comerciais eficientes, devendo, deste modo, existir maior responsabilidade dos intervenientes directos e indirectos no processo produtivo a todos os níveis.

A auscultação aos empresários das províncias do Huambo e Bié foi feita pelo ministro do Comércio, Jofre Van-Dúnem Júnior, no âmbito da recolha de contribuições para a elaboração do plano de desenvolvimento do sector que dirige. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »