Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Marcelo elogia novo cardeal português

O Presidente da República considera que a nomeação do bispo de Leiria-Fátima, António Marto, como cardeal reconhece uma “exemplar trajetória biográfica e pastoral”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo que a nomeação do bispo de Leiria-Fátima, António Marto, como cardeal da Igreja Católica reconhece uma “exemplar trajetória biográfica e pastoral”.

“Saúdo D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, pelo anúncio da sua elevação ao cardinalato, decisão sábia e clarividente do papa Francisco, que assim reconhece uma exemplar trajetória biográfica e pastoral”, lê-se num comunicado, assinado por Marcelo Rebelo de Sousa, publicado no ‘site’ oficial da Presidência da República.

O papa Francisco anunciou que vai nomear 14 novos cardeais a 29 de junho, entre os quais o bispo português de Leiria-Fátima, segundo a agência Ecclesia.

O chefe de Estado destaca que “o empenho de D. António Marto na reforma da Igreja, a sua profunda ligação a Fátima e aos seus mistérios, o cuidado na atenção aos outros e ao cumprimento diário da mensagem evangélica fazem dele um dos mais promissores novos cardeais”.

Na mensagem, Marcelo Rebelo de Sousa deseja a António Marto “as maiores venturas no exercício deste exigente múnus” e agradece ao bispo “o seu admirável testemunho de esperança e de humanidade, prestado perante crentes e não-crentes”.

Com a nomeação, António Augusto dos Santos Marto, 71 anos, torna-se o quinto cardeal português nomeado no século XXI e o segundo no atual pontificado.

Uma vez cardeal, António Marto juntar-se-á no Colégio Cardinalício, que reúne todos os cardeais da Igreja Católica e tem por missão assistir e aconselhar o papa, aos cardeais portugueses Saraiva Martins, Manuel Monteiro de Castro e Manuel Clemente.

O grupo de 14 novos cardeais inclui ainda o principal conselheiro do papa, o arcebispo polaco Konrad Krajewski, conhecido pela ajuda aos sem-abrigo, e o arcebispo espanhol Luis Francisco Ladaria, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

O patriarca da igreja caldeia do Iraque, Louis Raphael i Sako, e o arcebispo de Carachi, no Paquistão, Joseph Coutts, dois países onde os cristãos são minoritários, vão igualmente ser nomados cardeais.

O grupo inclui ainda prelados do Peru, México, Bolívia, Madagáscar, Japão, Itália e Espanha. (Observador)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »