Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Guilherme Mampuya homenageia África com exposição em Luanda

“África Forever – Mares, Florestas e Retrospectiva” é o título da exposição individual do artista plástico angolano Guilherme Mampuya, a ser inaugurada, em Luanda, no dia 24 deste mês, para homenagear o continente africano com a mostra da sua obra, anunciou hoje à Angop, o pintor.

O evento a decorrer no Museu de História Nacional, para um período de um mês, é um tributo aos mares e florestas do continente, como vem acontecendo desde 2013, disse, para saudar o 25 de Maio, Dia de África.

“Como angolano, vejo-me rodeado desses dois elementos da mãe natureza: o primeiro fornece alimento ao povo desde os tempos primórdios e serve, também, de meio de comunicação; enquanto que as florestas (o ouro verde), sempre foi a fonte de produção dos antepassados”, justifica Mampuya.

“África Forever – Mares, Florestas e Restrospectiva” traça os 12 anos de carreira do artista, que iniciou em 2006.

“A minha trajectória começou na Galeria Humbi-Humbi, do saudoso Tirço Amaral”, relembra o artista. Depois da primeira, participou em mais de 30 exposições individuais e colectivas, tanto no país, como no estrangeiro.

Foi galardoado com prémio Ensa-Arte, em 2008, e, há dois anos, que é proprietário de uma denominada Galeria Guilherme Mampuya, situada no Zango Zero, no município de Viana, em Luanda.

Natural do Uíge, Guilherme Mampuya Wola concluiu a formação superior em Direito pela Universidade de Kinshasa, na República Democrática do Congo (RDC), em 2000.

Já em 2002, ingressa no curso de Pintura Básica no atelier do mestre Avelino Kenga e, mais tarde, aperfeiçoa às técnicas do retrato no atelier de pintura do artista Honesto Nkulu, em Luanda. Em 2005, torna-se membro da União dos Artistas Plásticos Angolanos (UNAP).

Entretanto, foi em 2006, que dá início ao seu percurso com frequência anual, com realce para exposições em Luanda e Benguela (Angola), Lisboa e Aveiro (Portugal), São Paulo (Brasil), Bruxelas (Bélgica), Milão (Itália) e Seul (Coreia do Sul). (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »