Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Toyota desenvolve carros que comunicam entre si

A Toyota/Lexus quer começar a vender, em 2021, carros que “falem” uns com os outros, a exemplo do que já faz no Japão desde 2015, onde já tem mais de cem mil unidades em comunicação entre si. E pretende, com este anúncio, que os outros construtores sigam o exemplo, de forma a que a circulação se torne muito mais segura, já que os carros conseguirão controlar o que todos os outros estão a fazer, num raio de 300 metros.

Nos Estados Unidos, recorde-se, desde 1999 que uma frequência está reservada para o desenvolvimento desta tecnologia mas, mesmo com o esforço da administração de Obama, em 2016, essa possibilidade não alcançou o sucesso.

Agora é a Toyota/Lexus que pretende avançar com a tecnologia V2V – “vehicle to vehicle”. De acordo com o constutor, este novo sistema pode evitar milhares de acidentes, além de reduzir as despesas de reparação provenientes desses acidentes.

Segundo adianta a companhia asiática em comunicado, a que o Mais Tecnologia teve acesso, esta tecnologia consiste num sistema dedicado de comunicações de curto alcance, em que cada carro transmite, até 300 metros, a sua posição, direção e velocidade. Esses dados são captados pelos outros automóveis equipados com a tecnologia dentro do mesmo raio, podendo interpretar o que cada um está a fazer.

Os dados são emitidos dez vezes por segundo, sendo por isso uma forma muito rigorosa de localização e prevenção de acidentes. Esta é uma tecnologia crucial para a redução de acidentes nas nossas estradas mas, acima de tudo, indispensável para os futuros automóveis autónomos.

Estes terão de ter uma capacidade de comunicação entre si bastante superior, estando também à espera da banalização das redes 5G, única forma de tornar fiável e viável a capacidade de se “vigiarem” mutuamente e tomarem decisões em tempo real. A tecnologia é vista como preponderante para a redução de acidentes nas estradas, além de representar uma ferramenta importante para o futuro dos carros autónomos.

Por coincidência (ou não), a noticia surge numa altura em que em Portugal se começa a “discutir” com mais veemência a questão dos carros autónomos. Recorde-se que Portugal e Espanha vão testar a próxima grande aposta dos fabricantes de automóveis. Para isso vão ter de ser abertos dois corredores para os carros circularem, que também já têm trajeto marcado. Um entre Porto e Vigo e outro entre Évora e Mérida.

É nestes percursos que vão ser criados que vai estar disponível a rede 5G, a próxima geração de redes móveis e que vai permitir que os carros autónomos comuniquem uns com os outros nas estradas, permitindo que circulem sem percalços.

Ainda este mês, Viseu tinha anunciado que ia dispor de um veículo autónomo, não poluente e que vai substituir o funicular da cidade. Em Cascais, também vão ser feitos testes em dois veículos autónomos destinados ao transporte público de passageiros (Maistecnologia)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »