Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Rússia ou Putin pode vencer o mundial de futebol

Faltam três meses para o começo do mundial de futebol. Na fase de jogos de preparação, a anfitriã perdeu os dois jogos. Perder dois jogos de preparação não põe em causa a participação dos russos no mundial de futebol, bem como, a vitória da Holanda 3-0 frente a Portugal, apura-lá-ia para o mundial. Não é a primeira vez que a política pode sobrepor-se à realização do mundial de futebol. A política sobrepõe-se a tudo. Em política vale tudo, tal como na luta MMA? Vale lembrar que MMA (Artes Marciais Mistas) tem regras. De um lado, o país realizador do mundial de futebol tem criado políticas internas de modo a realizar o maior evento mundial de futebol.

Pela primeira vez, usar-se-á o VAR vídeo árbitro, mas não é made in Russia. De outro lado, a política externa russa tem vindo a deteriorar-se a cada dia. O caso Skripal: ex-espião russo e sua filha envenenados em solo britânico, tem vindo a diminuir a escala do termómetro da guerra fria. Londres acusa Kremlin de orquestrar o envenenamento. Mas não consegue explicar, porquê Kremlin não os matou quando estes ainda se encontravam em território russo. Kremlin não tem acesso à música e à pauta musical. Londres pede a Kremlin os acordes musicais. Kremlin acha que se trata de uma música heavy metal para amortizar os efeitos do BREXIT. A acusação já custou a expulsão de 23 diplomatas russos do Reino Unido. Theresa May sabe que, não teria efeito e talvez efeito desejado, expulsar 23 diplomas russos, os EUA já o fizeram, e consequentemente, continua a nevar na Sibéria, e quanto mais neva, mais os russos alegram-se. Por isso, Theresa May estrategiou o efeito bola de neve: quanto mais a bola rola, mais neve absorve, e no final, os russos poderão ter um dos verão mais quente.) Theresa May coagiu todos os países europeus e os EUA, A expulsarem diplomatas russos, de lá para cá, 28 países europeus e a NATO expulsaram mais de 140 diplomatas russos. Sonhei ontem que a estação espacial internacional decidiu expulsar astronautas russos. Eles estavam fora da estação e foram obrigados a apanhar boleia da estação espacial chinesa Tiangong-1 que está em queda livre em direcção a Portugal. Mas, há uma boa nova para os astronautas russos, após a queda, eles não serão expulsos de Portugal. Portugal não expulsou diplomatas russos, e fê-lo bem. Porque a expulsão de diplomatas será tal como uma substância viciosa, que quando terminar, os políticos terão de encontrar outro meio (droga) de fazer ou desfazer relações bilaterais. E, há uma droga que inibe o organismo durante 90 minutos. Os britânicos já colocaram em causa a sua participação no mundial, tudo indica a sua consumação à quando do comunicado do estado clínico do ex-espião, os médicos disseram que a chance dele sobreviver é mínima, tal como nevar no Namibe. A posterior, assistir-se-ia boicote generalizado do campeonato mundial de futebol. E, teríamos só dois grupos: grupo A Rússia e grupo B Putin. Final do mundial, Rússia contra Vladmir Putin.

Resta-nos rezar, orar e interceder pelo milagre do reavivamento do ex-espião. Quanto aos políticos, há enésimas coisas para eles se especializarem, fazerem e melhorarem. O futebol é a droga (veneno) que nos faz esquecer da ineficiência da política e da insegurança do planeta guerra.

Faço a seguinte promessa, se este mundial de futebol realizar-se, prometo ser político e usar o sobrenome de Maquiavel (pai da política).

por Nédio Nobel

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »