Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ministra da Saúde apela adesão à campanha contra a Poliomielite

Os pais e outros encarregados de educação devem levar as crianças em massa aos postos de vacinação contra a Poliomilielite, sarampo e a rubéola, com o objectivo de todos serem vacinadas contra estas doenças, apelou, hoje, segunda-feira, na cidade da Gabela, a ministra da Saúde, Silvia Lutucuta.

A governante, que falava no acto de abertura da campanha nacional, adiantou que o objectivo é melhorar a saúde da população com a vacinação de rotina às crianças.

“Uma criança vacinada tem melhor saúde, por isso, todos devem estar engajados no sentido de levarem os seus filhos nos postos de vacinação”, frisou a ministra.

Síliva Lutucuta pediu, ainda, a colaboração das instituições religiosas, das autoridades tradicionais, da sociedade civil e de pessoas singulares, no sentido de sensibilizarem toda a população a fim de participar na campanha, porque “a vacina é gratuita, não se paga nada”, vincou.

Referiu que a introdução da vacina de Rubéola vai permitir que muitas mães nasçam filhos saudáveis, uma vez que se tem notado, nos últimos tempos, parturientes que nascem filhos com riscos de surdez, má formação congénita causada por esta doença.

A ministra afirmou que a imunização constitui uma das estratégias efectivas de aplicação simples e a nível local, para acelerar a redução da morbilidade e mortalidade, por doenças preveniveis pela vacinação.

Para o representante da Naçoes Unidas Em Angola, Paolo Baladelli, todas as crianças têm o direito à saúde, porque saúde é vida, por isso, têm que ser vacinadas, para o seu bem estar.

Salientou que os parceiros do Ministério da Saúde vão, sempre, apoiar o Governo angolano no combate à várias endemias, para que o país tenha um desenvolvimento sustentável.

Em todo país, serão imunizadas 13 milhões de crianças contra o Sarampo e a Rubéola, bem como quatro milhões e 900 de menores contra a Poliomielite, tendo sido disponibilizadas cerca de 15 milhões de doses de vacinas contra o Sarampo e a Rubéola, assim como cinco milhões contra a Pólio.

Estarão mobilizadas na vacinação, 54 mil e 900 funcionários e nove mil equipas.

A abertura da campanha contou com a presença do ministro da Comunicação Social, João Melo, de representantes do UNICEF, da OMS, de membros do Governo Provincial e convidados. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »