Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Funeral de Jaka Jamba realiza-se esta quinta-feira

Almerindo Jaka Jamba, deputado e dirigente histórico da UNITA, vai a sepultar na próxima quinta-feira, dia, 5, em Luanda.

Segundo Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, a homenagem a Jaka Jamba vai ter dois momentos, com o histórico do partido a ser homenageado pelo “Galo Negro”, amanhã, quarta-feira, 4, pelas 20:00, nas instalações da UNITA, em Viana, e pela Assembleia Nacional, na quinta, 5, durante toda a manhã, numa cerimónia a decorrer na casa de velórios do Governo Provincial de Luanda.

O corpo do deputado da UNITA irá a sepultar ao princípio da tarde de quinta-feira, no cemitério de Santana.

De lembrar que o ex – Embaixador angolano junto da UNESCO, e um dos últimos negociadores vivos do Acordo de Alvor, faleceu na madrugada do passado Domingo, vítima de acidente vascular cerebral.

A notícia da morte de Almerindo Jaka Jamba foi recebida com forte pesar pela sociedade angolana.

“Angola perdeu um dos seus filhos mais ilustres”, escrevia ontem, em comunicado, o vice-Presidente da República de Angola, Bornito de Sousa.

Também o Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos juntou o Parlamento ao coro de elogios e pesar pela morte de Jaka Jamba, manifestando-se “profundamente consternado” e endereçou, em nome da Assembleia Nacional, as condolências à família.

Como raramente se assistiu ao longo das quatro décadas de independência quase integralmente passados sob governação do MPLA, os órgãos de comunicação social estatais dedicaram espaço e tempo ao falecimento de Jaka Jamba e nos espaços de comentários semanais nas tv”s e rádios não houve poupança nos elogios à sua figura.

Também o MPLA, através do seu Bureau Político, veio publicamente, logo no Domingo, manifestar pesar pela morte de Jaka Jamba.

No seio da UNITA, a morte de Jaka Jamba, abalou toda a estrutura da organização.

O porta-voz da UNITA, Alcides Sakala, lembrou ao Novo Jornal Online o “pensador profundo” e o “reconciliador nato” que era Jaka Jamba, lamentando a sua morte ao mesmo tempo que alertava para a “imensa falta que vai fazer à UNITA e ao país”.

Almerindo Jaka Jamba morreu aos 69 anos e deixa um longo e elogiado por todos percurso político e pessoal, de onde se destacam a sua condição de “homem de consensos” e de “grande disponibilidade para ouvir o outro”, como notaram alguns dos seus companheiros de partido. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »