Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Flexibilidade e excelência devem ser bandeira do SME – delegado do Interior

A flexibilidade, excelência, integridade e o combate a corrupção, devem ser a bandeira dos efectivos dos Serviços de Migração Estrangeiros (SME) na Lunda Sul, defendeu quinta-feira, em Saurimo, o Delegado provincial do Interior, comissário Aristófanes dos Santos

O responsável teceu tais considerações no acto provincial das comemorações do 42º aniversário da criação dos Serviços de Migração Estrangeiro (SME), que decorreu sob o lema “SME, 42 anos apostando na flexibilidade e na excelência”.

Segundo Aristófanes dos Santos, estes pressupostos devem igualmente servir como modo de estar e de ser na prestação do serviço público, uma vez que o Ministério do Interior será implacável com os efectivos que enveredarem por actos de corrupção, facilitando e protegendo cidadãos estrangeiros ilegais.

Acrescentou que o ministério será ainda implacável com os efectivos que não revelarem idoneidade moral e profissional no exercício das suas funções.

Disse que a eficiência do serviço público é hoje, uma exigência dos angolanos, dai a necessidade imperiosa de os profissionais exercerem as suas funções com mais humanização, menos formalidade e burocracia na obtenção de documentos necessários a vida dos cidadãos nacionais e estrangeiros.

Para o também oficial da Policia Nacional, tal desiderato só será possível com o escambo de interesses particulares pelo colectivo, acrescentando que “este órgão do Ministério do Interior existe para servir e não para ser servido”.

Aristófanes dos Santos lembrou que o SME tem responsabilidades cada vez mais acrescidas, uma vez que a província é desejada pelos estrangeiros em função dos recursos diamantíferos que dispõe e a sua localização geográfica.

Defendeu a necessidade do SME acompanhar a dinâmica dos “ventos da mudança”, que actualmente se vive, assim como a fase em que a atração do investimento estrangeiro para alavancar a economia nacional e da província em particular, através de procedimento migratórios flexíveis e pragmáticos a velocidade do mundo dos negócios a nível global.

Os serviços de Migração Estrangeiro (SME) é um órgão do Ministério do Interior, foi criado a 19 de Abril de 1976 para promover e coordenar a execução das medidas e acções inerentes ao controlo de entrada e saída de pessoas nas fronteiras terrestres, marítimas, fluviais e aéreas de Angola. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »