Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Dívida pública colocada por Angola desce em Março com juros nos 25%

A dívida pública angolana colocada em todo o mês de março desceu 75%, face ao mês anterior, para 211,3 milhões de euros, com taxas de juro próximas dos 25%, nas emissões a três anos.

Segundo dados do relatório de março do Banco Nacional de Angola (BNA) sobre o mercado monetário e cambial, compilados esta terça-feira pela agência Lusa, o banco central colocou um total de 35.370 milhões de kwanzas (134,1 milhões de euros) em Bilhetes do Tesouro (BT), com maturidades de 182 e 364 dias, pagando juros de 20,25% e 23,90% ao ano, respetivamente.

Ainda em março, igualmente em representação do Estado angolano, o BNA colocou mais 20.350 milhões de kwanzas (77,2 milhões de euros) em Obrigações do Tesouro indexadas à taxa dos BT, atingido neste caso juros de 24,82% ao ano, para a maturidade de três anos.

Desde o início do ano, Angola já colocou dívida pública no valor de 272 mil milhões de kwanzas (1.031 milhões de euros), em Obrigações do Tesouro e Bilhetes do Tesouro emitidas pelo BNA.

A dívida pública governamental (que exclui a contraída pelas empresas públicas angolanas), já ultrapassou o equivalente a 67% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, segundo dados de janeiro último do Ministério das Finanças.

A despesa do OGE para 2018 — aprovado em fevereiro na Assembleia Nacional –, com a dívida pública é uma das maiores preocupações admitidas pelo Governo angolano, que assume o objetivo, segundo o ministro das Finanças, Archer Mangueira, de “alterar a atual trajetória”, através de um “exercício de consolidação fiscal”.

O ministro das Finanças explicou a 18 de janeiro que o Estado vai precisar de contrair 1,128 biliões de kwanzas de dívida (4.370 milhões de euros) em 2018, enquanto necessidades líquidas, acrescido de 4,153 biliões de kwanzas (16 mil milhões de euros) para pagar o serviço da dívida atual, respeitante a este ano. (Observador)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »