Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Acordo entre Indústria e Agricultura facilita escoamento de produtos

O aproveitamento de produtos agrícolas produzidos localmente em distintos pontos do país estará mais facilitado, fruto do acordo rubricado terça-feira, em Luanda, entre os ministérios da Indústria e da Agricultura, que vai permitir o processamento e transformação da produção nas pequenas unidades fabris instaladas em várias regiões.

De acordo com a titular da Indústria, Bernarda Martins, essas iniciativas enquadram-se no âmbito do PROFIR – Programa de Fomento da Indústria Rural, que, até ao momento, conta já com três unidades concluídas, sendo a da Canjala, na província de Benguela, de Cacuso, Malanje, e do Tomboco, na província do Zaire.

As respectivas pequenas unidades fabris, que dispõem de capacidade para o aproveitamento da produção dos agricultores locais, custaram aos cofres de Estado, cada, uma média de dois milhões de dólares.

Para o ministro da Agricultura, Marcos Nhunga, o acordo representa um passo em frente, na medida em que essa junção de sinergias se traduz num significativo contributo do sector industrial no escoamento de produtos dos camponeses, pois o mesmo vai ajudar a gerar rendimento para as famílias.

Nos termos do memorando rubricado, cujos signatários foram o Instituto de Desenvolvimento Industrial de Angola (IDIA), representado pelo seu director geral, Luís Ribeiro, e o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), representado pelo seu responsável, David Tunga, as partes vão trabalhar, em conjunto, na mobilização, inserção e potencialização de produtores para o desenvolvimento de produções agrícolas destinadas a transformação nas unidades industriais.

O referido acordo traduz o interesse do Executivo Angolano em diversificar e densificar o tecido da indústria local, mediante a promoção de empresários capazes de valorizar as potencialidades e as matérias-primas existentes localmente e dinamizar o crescimento económico.

Entre outros objectivos, o acordo visa contribuir para a promoção da Indústria rural através do surgimento de micro e pequenas empresas industriais para transformação de produtos agrícolas, em articulação estreita com os camponeses e fazendeiros locais, ao nível das comunas e municípios, conjugados com outros Programas do Executivo.

Funcionalidade

Com vigência de cinco anos, prorrogáveis, à luz do acordo, o Instituto de Desenvolvimento Industrial de Angola (IDIA) vai, entre outras tarefas, garantir que os industriais adquiram para a sua transformação as produções agrícolas dos camponeses e fazendeiros mobilizados pelo IDA a preços justos definidos pelo mercado.

A instituição vai também, através dos Centros Logísticos dos Parques Industriais do PROFIR, assegurar a distribuição de plantas, sementes, fertilizantes e herbicidas adquiridos através do IDA, mediante um valor pecuniário a todos os camponeses e fazendeiros locais, bem como a prestação de assistência técnica ao longo do ciclo vegetativo das referidas culturas para o cumprimento cabal do calendário agro-técnico.

Serão também desenvolvidas acções de formação, de modo conjunto, visando capacitar os envolvidos na cadeia produtiva estabelecida.

Por sua vez, o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) vai mobilizar fazendeiros e camponeses para fornecedores das unidades de transformação localizadas nas zonas Industrias do PROFIR.

O órgão vai trabalhar também no sentido de contribuir para o melhoramento de plantas e sementes para cultivo dos camponeses e fazendeiros, em sintonia com as necessidades industrias; bem como fornecer plantas, sementes, fertilizantes e herbicidas a serem disponibilizados aos referidos camponeses e fazendeiros através do Centro de Logística da zona Industrial do PROFIR.

De modo a tornar funcional o acordo, as partes comprometem-se em partilhar todas as informações, estatísticas, técnicas e metodologias relevantes à materialização da cooperação.

Sobre o PROFIR

Enquadrado no Programa do Governo e no Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) 2013-2017), o PROFIR deriva de uma orientação presidencial e constitui uma das componentes do Programa de Industrialização de Angola.

O mesmo reúne um conjunto de medidas e um Plano de Acção que, de forma articulada com outros programas em curso, ao nível local, concorrem para o fomento da micro e pequena indústria rural. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »