Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Presidente cubano recebe venezuelano em primeiro compromisso internacional

O recém-empossado presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, estreou neste sábado (21) sua actividade internacional, ao receber o contraparte venezuelano, Nicolás Maduro, para ratificar sua “aliança estratégica bilateral”.

“Com a presença de Maduro em Havana ratifica-se a aliança estratégica bilateral”, noticiou a TV local (estatal), ao reportar o recebimento do mais próximo aliado de Cuba no Palácio da Revolução.

O informe televisivo enfatizou que os dois presidentes “saudaram suas respectivas delegações que, pela primeira vez, têm em sua composição as primeiras-damas de Venezuela, Cilia Flores, e de Cuba, Liz Cuesta”.

Esta revelação é incomum em Cuba, pois nem Fidel, nem seu irmão, Raúl Castro, que governaram Cuba por quase seis décadas, apareciam em público com suas esposas.

Vilma Espín (1930-2007), mulher de Raúl Castro, morreu antes de ele ocupar a Presidência, em 2008, mas sua presença pública se justificava por seus méritos históricos e altos cargos no governo cubano desde 1959.

Depois de depositar uma oferenda em frente à estátua do herói nacional cubano José Martí, Maduro foi recebido oficialmente por Díaz-Canel, que tomou posse na quinta-feira.

Na América Latina e no Caribe é preciso “assentar bases profundas, indestrutíveis, da união política, da união espiritual, da união moral e, sobretudo, da união económica, que é a que vai cimentar a verdadeira libertação”, disse Maduro à imprensa.

A Venezuela é o principal aliado político de Cuba e seu segundo parceiro comercial, depois da China. Caracas fornece a Havana petróleo em condições favoráveis em troca de serviços médicos.

“A independência e a libertação do século XXI vai descansar na possibilidade de que nós construamos uma união poderosa no [campo] económico e vamos mirar nisso com o companheiro presidente Miguel Díaz-Canel”, disse.

Durante sua estada, que termina neste sábado, Maduro tem previsto reunir-se com o ex-presidente Raúl Castro, primeiro secretário do Partido Comunista (único).

Após a visita de Maduro, está prevista para a próxima segunda-feira a do presidente boliviano, Evo Morales, anunciou a chancelaria cubana. (Afp)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »