Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Conselho de Segurança da ONU reunido de emergência para debater o ataque à Síria

António Guterres exortou hoje os Estados membros a exercerem moderação e se absterem de qualquer ação que possa levar a uma escalada após os ataques contra a Síria. O Conselho de Segurança das Nações Unidas está reunido de emergência para debater o ataque conjunto dos Estados Unidos, Reino Unido e França.

A reunião foi pedida pela Rússia, aliada do regime sírio, que pede à ONU que condene a “agressão” armada ocidental contra a Síria.

SECRETÁRIO-GERAL DA ONU PEDE CONTENÇÃO AOS ESTADOS MEMBROS APÓS ATAQUE À SÍRIA

“Eu apelo a todos os Estados membros para que exerçam contenção nestas circunstâncias perigosas e para evitar todos os atos que possam agravar a situação e agravar o sofrimento do povo sírio”, refere António Guterres em comunicado citado pela AFP.

O secretário-geral adiou uma viagem planeada à Arábia Saudita para gerir as consequências da operação militar lançada em conjunto pelos Estados Unidos, Reino Unido e a França contra o governo de Bashar Al Asad.

“Qualquer uso de armas químicas é horrível”, assinala Guterres, destacando a importância de agir de acordo com a Carta da ONU e o direito internacional.

A intervenção militar ocidental contra a Síria não foi autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU.

EUA, França e Reino Unido lançaram hoje um ataque contra as “capacidades de armamento químico” do governo sírio de Bashar Al Asad, em resposta a um alegado ataque químico.

O presidente dos EUA, Donald Trump, explicou que a ofensiva teve como objetivo “estabelecer um forte elemento de persuasão contra a produção, propagação e uso de armas químicas” por parte de Asad.

A ação combinou ataques aéreos e mísseis projetados desde navios no Mediterrâneo, segundo informação do Pentágono. (Sic Notícias)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »