Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Trump promete decisões importantes sobre a Síria em 24/48 horas

O presidente americano Donald Trump afirmou nesta segunda-feira que tomará decisões importantes sobre a Síria dentro de um ou dois dias, depois de advertir que Damasco tem “um alto preço a pagar” pelo suposto ataque químico contra uma localidade controlada por rebeldes.

Trump condenou o que classificou como um “odioso ataque a inocentes” sírios em Duma, no início de sua reunião de gabinete na Casa Branca.

“Isso é sobre a humanidade. Não se pode permitir que aconteça”, declarou Trump, acrescentando que anunciará sua decisão nas próximas 24-48 horas.

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, por sua vez, apontou o papel da Rússia no ataque e advertiu que não exclui uma resposta militar.

“A primeira coisa a considerar é por que ainda estão usando armas químicas, quando a Rússia foi garantidor da retirada de todas as armas químicas” na Síria, declarou Mattis no Pentágono, em uma reunião com o seu colega do Catar.

“Trabalhando com nossos aliados e parceiros da Otan ao Catar e outros, vamos considerar a situação … e neste momento eu não descarto nada”, acrescentou.

Já o presidente russo Vladimir Putin alertou contra provocações e especulações classificadas como inadmissíveis sobre o suposto ataque químico na Síria em uma conversa por telefone com a chanceler alemã Angela Merkel, indicou o Kremlin em um comunicado.

Na conversa com Merkel, “a parte russa chamou a atenção sobre o caráter inadmissível das provocações e especulações” sobre este ataque supostamente ocorrido na cidade de Duma, reduto rebelde de Ghuta Oriental.

Já o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, indicou em um comunicado que na conversa por telefone a chanceler condenou os novos ataques com gás na cidade síria de Duma.

Segundo os Capacetes Brancos, um grupo de socorro na zona rebelde, e a ONG médica Syrian American Medical Society (SAMS), o ataque que supostamente ocorreu no sábado teria deixado 48 mortos, uma informação que ainda não pode ser verificada por fontes independentes. (Afp)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »