Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Primo e sobrinho carbonizam idosa no Andulo

Suzana Susso, idosa de 62 anos de idade, foi carbonizada no decurso desta semana, na aldeia de Chissange, município do Andulo, 130 quilómetros a norte do Cuito (Bié), pelos seus familiares (primo e sobrinho), por ser acusada de feiticeira, anunciou hoje (quinta-feira), na cidade do Cuito, o director do Gabinete de Comunicação e Imagem do Comando Provincial da Polícia Nacional, superintendente-chefe António Hossi, quando fazia o balanço da situação delituosa dos últimos sete dias.

Segundo a fonte, o episódio ocorreu quando Domingos Elila e José Elundo foram ao encontro da vítima, tendo discutido com a mesma e acusando-lhe de feiticeira, para, momentos depois, lhe despejarem gasolina e, posteriormente, ateando fogo, o que lhe causou a morte.

António Hossi afirmou que Domingos Elila (primo) já se encontra sob custódia das forças da ordem pública, enquanto José Elundo (sobrinho) se pôs em fuga, acrescentado que os efectivos da Policia Nacional estão a fazer de tudo, no sentido de capturá-lo a mais rápido possível.

O interlocutor indicou que o Comando Provincial da Polícia Nacional notificou 47 crimes de natureza diversa, mais 12 em relação ao período anterior, que resultaram na detenção 56 indivíduos, dos quais 54 do sexo masculinos e dois do sexo feminino.

O uso excessivo de bebidas alcoólicas e outras drogas, divergências nos lares, ganância ao lucro fácil, o desemprego fome e miséria crescente, com maior incidência nas classes menos favorecidas, falta de iluminação pública nos principais centros suburbanos, a inobservância às regras de trânsito, foram destacados como as principais causas.

Assegurou que as forças da ordem e tranquilidade pública continuam a desenvolver acções que visam reduzir, cada vez mais, a criminalidade no seio das comunidades, através da intensificação das operações de patrulhas e o trabalho de polícia de proximidade ao cidadão. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »