Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Trump volta a criticar o México e a “Via Crucis Migratória”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar o México, ao afirmar que o governo deste país deve deter a enorme caravana de imigrantes que se aproxima da fronteira entre os dois países.

“México tem o poder absoluto para não deixar que esta enorme ‘caravana’ de pessoas entre em nosso país. Eles devem interrompê-los em sua fronteira norte”, escreveu o presidente no Twitter, um dia depois de ter acusado o México de fazer “muito pouco” a respeito.

A caravana, chamada “Via Crucis Migratória 2018”, integrada por 1.500 migrantes centro-americanos, partiu no dia 26 de março da cidade mexicana de Tapachula, na fronteira com a Guatemala, e pretende chegar à fronteira com os Estados Unidos.

A marcha tem como lema “Todos Somos Americanos de Nascimento”. Com a caravana, mulheres, homens e crianças da Guatemala, El Salvador e Honduras querem demonstrar o que sofrem na viagem do México para os Estados Unidos.

Trump escreveu que “as leis de fronteira funcionam” e por isto as autoridades mexicanas “não devem permitir que estas pessoas entrem em nosso país, que não tem leis de fronteira efectivas”.

Em outra mensagem, Trump afirma que o México “está fazendo uma fortuna” com o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

“Com todo o dinheiro que eles fazem às custas dos EUA, espero que eles impeçam as pessoas de atravessar seu país e entrar no nosso, pelo menos até que o Congresso mude nossas leis de imigração!”, completou.

Trump afirma que o Partido Democrata é o responsável directo por esta situação, pois resiste a apoiar no Congresso uma lei migratória que inclua recursos para construir um muro na fronteira com o México.

“Devemos construir o muro e proteger nossas fronteiras com uma legislação adequada. Os democratas não querem fronteiras, por isso (temos) drogas e crime”, escreveu o presidente americano.

A situação, indicou Trump, provocou a paralisação das negociações para regularizar a situação dos migrantes que chegaram ao país na infância, que normalizaram seu status migratório por meio do programa DACA.

“DACA está morto porque os democratas não se importaram ou actuaram”, opinou Trump, antes de destacar que este tipo de pressão “não funciona mais”. (Afp)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »