Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Nova vaga de violência intercomunitária faz 49 mortos na República Democrática do Congo

Novos confrontos intercomunitários ocorridos na noite de quinta para sexta-feira em Ituri fizeram pelo menos 49 mortos. O balanço de vítimas dos incidentes poderá ser maior.

Pelo menos 49 pessoas foram mortas durante novos confrontos intercomunitários ocorridos na noite de quinta para sexta-feira em Ituri, no nordeste da República Democrática do Congo (RD Congo), indicaram esta sexta-feira fontes locais.

“Contámos 49 corpos e ainda existem outros que estamos à procura”, disse o diretor da organização não-governamental (ONG) Caritas Bunia, o padre Alfred Ndrabu Buju.

“Uma criança vítima do ataque foi recebida hoje de manhã no Hospital geral de Drodro com uma flecha na cabeça”, precisou o padre católico.

Momentos antes, o ministro do Interior da RC Congo, Henri Mova, tinha confirmado a existência de pelo menos 33 mortos.

O balanço dos confrontos entre as comunidades rivais Hema e Lendu é de “33 pessoas mortas” referiu o ministro, em declarações enviadas via correio eletrotónico à agência francesa France Presse (AFP).

Esta nova vaga de violência intercomunitária ocorreu em Maze, uma aldeia no território de Djugu, a cerca de 80 quilómetros a norte de Bunia, a capital da província de Ituri.

“O governador da província está a caminho, neste momento, do local onde ocorreram as mortes”, disse o ministro congolês.

Segundo vários testemunhos recolhidos pela AFP, os agressores, identificados como alegados membros da comunidade Lendu, atacaram a comunidade rival de Hema.

Estas duas comunidades rivais têm um diferendo sobre questões territoriais, quezília que instalou um clima de violência na província de Ituri.

O balanço de vítimas dos incidentes poderá ser maior, de acordo com as testemunhas citadas pela agência francesa.

“Os atacantes investiram contra a aldeia e envolveram-se numa verdadeira carnificina”, afirmou à AFP Banza Charité, um responsável da sociedade civil local.

A província de Ituri tem sido cenário de violência intercomunitária desde meados de dezembro passado e o balanço global de vítimas mortais já ronda uma centena. Também provocou o deslocamento de cerca de 200 mil pessoas. (Observador)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »