Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

MJD assume desafio das infra-estruturas

A recuperação, manutenção e gestão das infra-estruturas em todo o país figuram entre os grandes desafios do Ministério da Juventude e Desportos (MJD), segundo a ministra do sector, Ana Paula da Silva do Sacramento Neto.

A governante afirmou ser um dossiê preocupante e que o pelouro está a trabalhar em um modelo de gestão seguindo-se a realização de concursos públicos, mas, antes se deverá recuperar por algumas estarem degradadas, outras carecem de manutenção e umas se quer estão em uso.

Falando à Rádio – 5, disse que o objectivo é que recintos como estádios de futebol, pavilhões multiusos e piscinas sejam cuidados para que sirvam várias gerações.

Citou o estádio de futebol da Tundavala, na Huíla, construído em 2010 por ocasião da realização do CAN, actualmente em estado de abandono, bem como o 11 de Novembro, em Luanda, cujos espaços livres têm sido ocupados por particulares, acrescentando não perceber o porquê das coisas terem sido tratadas assim antes da sua gestão.

Sobre as casas dos desportistas um pouco por todo o país, a antiga andebolista do Petro de Luanda e da seleção nacional afirmou terem sido entregues a algumas pessoas.

Acrescentou não ter ainda o dossiê da situação concluído, sendo verdade não estarem a servir os desportistas neste momento.

Respondendo a questão sobre a possibilidade do Estado, por meio do Ministério da Juventude e Desportos, reaver os imóveis, disse “neste momento não posso aferir porque é um dossiê bastante avançado, alguns em Diários da República.

Ana Paula do Sacramento Neto, natural do Golungo Alto (Cuanza Norte) referiu sentir-se ultrapassada para resolver, particularmente, a situação das casas dos desportistas já que as decisões anteriormente tomadas precisam de intervenção superior fora do seu nível.

Nascida aos 20 de Junho de 1962, casada e mãe duas vezes (um casal), iniciou a prática desportiva na tenrra idade na escola. Em 1979 foi convocada pela primeira vez para a selecção enquanto estudante, mas foi em 1980 que atingiu à selecção federada.

Assumidamente adepta do Petro de Luanda (sócia com o cartão número 211), onde militou por 13 anos, alternados com representações nas selecções nacionais, a ministra da Juventude e Desportos assume-se como dona de casa neste mês de Março dedicado à mulher.

Defende a prática de exercícios físicos como meio de melhoria da saúde e melhor desenpenho estudantil. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »