Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

João Lourenço actualizado sobre situação no Lesotho

O quadro geral sobre os últimos desenvolvimentos no Lesotho foi passado nesta segunda-feira, em Luanda, ao Chefe de Estado angolano, João Lourenço, na condição de Presidente do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC).

O Estadista angolano recebeu informações sobre o processo de estabilização política em curso no Lesotho que inclui reformas constitucionais.

A actualização foi passada pelo primeiro-ministro daquele país, Thomas Thabane, que deverá seguir terça-feira para a África do Sul.

Apesar de não terem sido prestadas declarações aos jornalistas, meios de comunicação do Lesotho referem que o primeiro-ministro terá também informado a João Lourenço sobre as reformas recomendadas pela SADC, com vista o alcance da paz e estabilidade naquele reino.

A visita de Thomas Thabane segue-se a uma outra efectuada recentemente a Maseru pela Secretaria Executiva da SADC, Stergomena Lawrence Tax, que de seguida se deslocou a Angola para informar ao Presidente do Órgão de Política, Defesa e Segurança da organização subregional sobre os esforços em curso.

João Lourenço, por via de Angola, exerce a presidência do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da SADC, organização da qual os dois países são membros.

A situação política e militar no Lesotho agudizou-se a 5 de Setembro do ano transacto, quando o chefe do estado-maior do exército, general Khoantle Motsomotso, foi morto durante um tiroteio.

No mesmo incidente, dois outros oficiais, o general Bulane Sechele e o coronel Tefo Hashatsi, foram igualmente mortos.

A 2 de Dezembro do ano passado (2017), a SADC procedeu ao desdobramento de um contingente militar no âmbito da sua Missão de Contingência para o Lesotho, a pedido das autoridades locais. O efectivo é composto por 217 militares, 162 dos quais de Angola.

O Lesotho realizou eleições antecipadas a 3 de Junho de 2017, que foram ganhas pelo partido Convenção dos Basoto (ABC), liderado por Thomas Thabane.

Nas referidas eleições, o ABC conseguiu 48 dos 120 lugares, no Parlamento local, à frente da formação política do primeiro-ministro cessante, Pakathila Mosisili, que obteve 30 lugares.

Para conseguir a maioria absoluta, o ABC de Thomas Thabane negociou com a Aliança Democrática, o partido Nacional Basoto e o Congresso Reformado do Lesotho, fazendo uma coligação com 63 lugares.

Thomas Thabane reconquistou o poder, três anos após ter sido destituído por uma tentativa de golpe de Estado desencadeado pelas Forças Armadas. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »