Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Crimes contra cidadãos lideram delitos no Cunene

Os crimes relacionados com ofensas corporais, homicídios, estupro e violações sexuais, foram os mais registados pela Polícia Nacional na província do Cunene, no decurso desta semana.

De acordo com o resumo semanal do comando da Polícia Nacional a que a Angop teve acesso, dos 26 crimes notificados 61 porcento estão relacionados aos crimes contra pessoas,27 porcento contra ordem e tranquilidade pública e 12 contra residências.

O documento refere que dos crimes registados, 25 foram esclarecidos, representando um grau de operatividade na ordem dos 96 porcento, o que permitiu a detenção de 24 cidadãos de origem e ocupação diversa.

Comparativamente ao período anterior registou-se o aumento de três delitos e a diminuição de quatro detidos.

Quanto ao roubo de gado, a corporação esclarece que foi registado um caso de furto, onde foram subtraídos seis caprinos, ocorrido no município da Cahama com dois detidos.

Dos animais, foram recuperados cinco e restituídos ao legítimo proprietário, enquanto o processo decorre os trâmites legais.

Por área administrativa, o município do Cuanhama com 10 casos liderou o índice de criminalidade, seguida de Ombadja, Namacunde e Cahama com cinco casos cada e um no Curoca.

A polícia aponta como principais causas o desemprego, obtenção de lucro fácil, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e a falta de cultura jurídica por parte de alguns cidadãos.
Relativamente a sinistralidade rodoviária houve o registo de três acidentes, que resultaram em um morte e um ferido, ocorrido nos municípios do Cuanhama e Namacunde.

A fonte acrescenta que a corporação registou 138 infracções diversas ao código de estrada, com a apreensão de quatro viaturas e 113 motociclos, bem como a retenção de 18 cartas de condução e três livretes.

Para fazer face a onda de furtos na região, a corporação continuará a intensificar as suas acções de patrulhamento apeado e auto, bem como o policiamento junto das populações no sentido de desmantelar os grupos de marginais. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »