Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Aviões turcos atingem forças pró-governo da Síria em Afrin e matam 36

Aviões de guerra da Turquia atingiram forças pró-governo da Síria na região síria de Afrin, na Síria, neste sábado, matando pelo menos 36 pessoas, enquanto a ofensiva da Turquia à região curda se intensifica, disse o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As forças pró-governo da Síria entraram em Afrin na semana passada em apoio à milícia curda YPG, o alvo declarado da operação lançada pela Turquia e pelos seus aliados rebeldes sírios, em Janeiro.

O Observatório afirma que o ataque aéreo, que acertou um campo em Kafr Jina, marcou a terceira vez em 48 horas que aviões de guerra da Turquia atingiram forças pró-governo em Afrin.

As Forças Democráticas da Síria, uma aliança liderada pelo YPG, disse em um comunicado que os ataques aéreos da Turquia buscavam atingir posições das “forças populares” do exército sírio entre as 5h e 10h, no horário local.

Não disse onde, nem deu uma contagem de mortos.

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim disse que as forças do seu país assumiram o controle da cidade de Rajo das mãos dos militantes. O Observatório afirmou que o exército turco estava no controle de aproximadamente 70 por cento da cidade, 25 quilómetros ao noroeste da cidade de Afrin.

O comunicado das Forças Democráticas da Síria disse que um grupo de forças turcas e facções sírias aliadas infiltraram-se em Rajo, onde conflitos continuam.

A Turquia vê o YPG como uma extensão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que luta uma insurgência de três décadas na Turquia e é considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos, a União Europeia e a Turquia. O YPG tem sido um aliado importante para os Estados Unidos na luta contra o Estado Islâmico. (Reuters)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »