Radio Calema
InicioMundoÁfricaSADC e ONU alinham estratégias para Lesotho

SADC e ONU alinham estratégias para Lesotho

Representantes da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) e da Organização das Nações Unidas (ONU) reuniram-se em Maseru, para traçar linhas de acção comum no apoio ao processo de estabilização em curso no Lesotho.

A informação foi prestada nesta quinta-feira, em Maseru (Lesotho) pelo director do Órgão de Política, Defesa e Segurança da SADC, o angolano Jorge Cardoso, que encabeçou a delegação da organização regional no encontro com a comitiva da ONU.

Salvator Niyonzima, representante residente das Nações Unidas no Lesotho, chefiou a delegação da ONU.

Na reunião, de acordo com Jorge Cardoso, foi discutido com os representantes das Nações Unidas a participação da organização mundial nos esforços empreendidos pela SADC para a estabilização do Lesotho.

Adiantou que a estratégia comum tem em vista, entre outros aspectos, a implementação de reformas constitucionais, parlamentares, judiciais, nos serviços públicos, bem como no de defesa e segurança.

A estratégia comum inclui recomendações da SADC, com enfoque para o apoio à facilitação dos esforços para o estabelecimento de um diálogo nacional inclusivo entre o Governo do Lesotho, os partidos da oposição, as organizações da sociedade civil, bem como o apoio às estruturas de defesa e segurança.

Relativamente ao apoio à estrutura de defesa e segurança, inclui a capacitação e o treinamento do efectivo em conformidade com os princípios que regem as sociedades democráticas.

Outro nível de intervenção comum pretendido pela SADC e ONU, segundo Jorge Cardoso, diz respeito ao estabelecimento de uma “ponte” de comunicação entre o Governo, os partidos políticos e a sociedade civil.

O director Jorge Cardoso, que não adiantou um horizonte temporal para a efectivação da referida estratégia, afirmou que a SADC e os representantes das Nações Unidas deverão voltar a reunir-se dentro de um mês, em Maseru.

No quadro da deslocação a Maseru, a delegação da SADC visitou as unidades das tropas da Missão de Prevenção para o Reino do Lesotho (SAPMIL), nomeadamente a da localidade de Ha Foso (arredores da capital Maseru) e a do Aeroporto Moshoeshoe I. Nas referidas unidades a delegação da SADC inteirou-se das condições de acomodação das tropas.

A primeira alberga tropas angolanas e zambianas, com um pelotão cada, enquanto a segunda acomoda apenas tropas angolanas numa composição de quatro pelotões.

O Reino do Lesotho é um Estado membro da SADC, situado no interior da África do Sul. Possui uma área de 30 mil quilómetros quadrados e uma população estimada em dois milhões de habitantes.

Enfrenta uma profunda crise política que já resultou no assassinato de dois chefes das forças armadas (2015 e 2017), situação que levou as autoridades locais a solicitar uma intervenção da SADC.

Dentro desse quadro, a SADC possui no país, desde Dezembro último, um contingente de 269 efectivos, entre militares, policias, especialistas de inteligência e civis.

As referidas unidades estão no Lesotho no quadro da Missão de Prevenção para o Lesotho (SAPMIL), dirigida por Angola, na condição de presidente rotativo do Órgão de Política, Defesa e Segurança da organização regional. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.