Radio Calema
InicioAngolaRegiõesTrigémeos por cesariana surpreendem equipa médica no Moxico

Trigémeos por cesariana surpreendem equipa médica no Moxico

Os primeiros trigêmeos do ano em curso nascidos na maternidade provincial do Moxico, por cesariana, surpreendeu a equipa médica e a parturiente que contava apenas com uma criança.

Os trigémeos, dois rapazes e uma menina, nasceram com com dois quilos e 400 gramas, um quilo e 900 gramas e dois quilos e 200 gramas, respectivamente.

De acordo com a directora clínica da maternidade provincial, Rodeth Nele, explicou que o parto foi normal e a mãe em gozo de boa saúde, admitindo a possibilidade de os mesmos terem alta já nos próximos dias.

Referiu que a progenitora de 35 anos de idade furtava-se nas consultas pré-natal e na altura do parto teve complicações, que obrigou os médicos em serviço a submetê-la a uma cirurgia de cerca de uma hora.

Rodeth Nele aconselhou todas as mulheres em idade fértil a realizarem consultas de rotina, para conhecer o seu estado de saúde e do bebé.

Por seu turno, o governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, emocionado com a situação agraciou com um enxoval a parturiente, com vista a cuidar devidamente dos nados, uma vez que o esposo da progenitora estar desempregado.

A maternidade com capacidade para internar 150 doentes, possui 16 blocos divisórios, que integram os serviços de ginecologia e obstetrícia, consulta externa e pré-natal, comporta duas salas de parto, 11 camas cada.

Dispõe ainda de serviços pós-parto, sala de berço para 30 crianças, incubadora, 14 fixas e duas de emergências e sala de tratamento, pré-operatória, duas pós-operatória, dois berços aquecidos, entre outras áreas.

Nas últimas 24 horas a maternidade registou um total de 20 partos, sendo que em 2017 três mulheres obtiveram trigêmeos. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.