Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Pais suspeitos de atirar óleo a ferver a filha menor por recusar casar

Jovem tem 16 anos e chegou a estar desaparecida durante dois meses. Tinha fugido dos pais.

Um casal foi detido no condado de Bexar, no Texas (EUA). São suspeitos de agredirem violentamente a filha por esta se ter recusado a aceitar um casamento arranjado.

Os pais da jovem – Abdulah Fahmi Al Hishmawi, de 34 anos, e Hamdiyah Sabah Al Hishmawi, de 33 – são suspeitos de agredir a jovem violentamente, espancando-a e atirando-lhe inclusive óleo a ferver.

O caso é descrito por um agente local, Javier Salazar, citado pela KSAT, que realça que já havia suspeitas de agressões à jovem há bastante tempo. As agressões aconteceram porque a rapariga de 16 anos recusou um casamento arranjado, casamento esse que incluía um ‘prémio’ de 20 mil euros para a família da jovem.

“Esta jovem, durante esse período, foi sujeita por diversas vezes a abusos porque não queria casar com aquela pessoa”, recordou o agente local, adiantando ainda que foi reportado à polícia “que estariam a deitar óleo a ferver” sobre a jovem. “Ela era agredida com o cabo da vassoura. A dada altura foi sufocada até quase perder a consciência”, relata.

A 30 de janeiro deste ano, a jovem desapareceu. Tinha sido vista pela última vez a sair da escola. Só em meados de março, e já com o FBI a investigar o caso, é que a jovem foi descoberta. Estava num abrigo que dá apoio a jovens vítimas de abuso. Terão sido precisamente as agressões contínuas que levaram a jovem a fugir.

O julgamento prossegue com os pais em liberdade, após terem pagado, cada um, uma fiança de 30 mil euros.

A jovem está agora numa instituição, a par dos seus cinco irmãos, com idades entre os cinco e os 15 anos. Nesta altura ainda não é claro, realça a mesma televisão, se algum dos irmãos foi sujeito ao mesmo tipo de abusos e violência. (Notícias ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »