Radio Calema
InicioAngolaRegiõesEnde pretende acabar com postos de transformação privados em Viana

Ende pretende acabar com postos de transformação privados em Viana

A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade propõe-se a acabar, paulatinamente, com os actuais mil 267 postos de transformação privados em funcionamento no município de Viana, informou hoje, o seu director técnico local, João Neto.

Segundo o responsável, que falava à Angop, em Luanda, dos referidos PT’s, alguns pertencem ao sector industrial enquanto outros servem para venda directa de energia à população por particulares.

Para se inverter esse quadro, João Neto referiu que está em curso o denominado Projecto Chiang, que vai na sua quinta fase, e que prevê a instalação, por enquanto, de 288 postos de transformação no município de Viana e 47 no Icolo e Bengo.

“ O Projecto Chiang está a ser implementado tanto em zonas cinzentas (sem fornecimento de energia) como em zonas onde prevalecem os PT’s privados, e o grande objectivo dessa iniciativa é mesmo acabar com esses postos de transformação de particulares”, disse.

Em função da implementação do Chiang, o engenheiro adiantou que existem já proprietários que estão a fazer a entrega voluntária dos seus PT’S à Ende.

“Eles estão a escrever para nós manifestando a intenção de nos entregarem voluntariamente esses PT’s e estamos a avaliar caso a caso para se definir os passos subsequentes (possível indemnização) ”, explicou.

A Ende possui actualmente em funcionamento em Viana 745 postos de transformação, 14 subestações e duas centrais térmicas, controlando 177 mil 105 clientes (60 porcento dos quais já usam o sistema pré-pago), num universo de cerca de dois milhões de habitantes da municipalidade. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.