Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

João Lourenço actualizado sobre situação no Lesotho

O quadro geral sobre os últimos desenvolvimentos no Lesotho foi passado nesta segunda-feira, em Luanda, ao Chefe de Estado angolano, João Lourenço, na condição de Presidente do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC).

O Estadista angolano recebeu informações sobre o processo de estabilização política em curso no Lesotho que inclui reformas constitucionais.

A actualização foi passada pelo primeiro-ministro daquele país, Thomas Thabane, que deverá seguir terça-feira para a África do Sul.

Apesar de não terem sido prestadas declarações aos jornalistas, meios de comunicação do Lesotho referem que o primeiro-ministro terá também informado a João Lourenço sobre as reformas recomendadas pela SADC, com vista o alcance da paz e estabilidade naquele reino.

A visita de Thomas Thabane segue-se a uma outra efectuada recentemente a Maseru pela Secretaria Executiva da SADC, Stergomena Lawrence Tax, que de seguida se deslocou a Angola para informar ao Presidente do Órgão de Política, Defesa e Segurança da organização subregional sobre os esforços em curso.

João Lourenço, por via de Angola, exerce a presidência do Órgão de Cooperação Política, Defesa e Segurança da SADC, organização da qual os dois países são membros.

A situação política e militar no Lesotho agudizou-se a 5 de Setembro do ano transacto, quando o chefe do estado-maior do exército, general Khoantle Motsomotso, foi morto durante um tiroteio.

No mesmo incidente, dois outros oficiais, o general Bulane Sechele e o coronel Tefo Hashatsi, foram igualmente mortos.

A 2 de Dezembro do ano passado (2017), a SADC procedeu ao desdobramento de um contingente militar no âmbito da sua Missão de Contingência para o Lesotho, a pedido das autoridades locais. O efectivo é composto por 217 militares, 162 dos quais de Angola.

O Lesotho realizou eleições antecipadas a 3 de Junho de 2017, que foram ganhas pelo partido Convenção dos Basoto (ABC), liderado por Thomas Thabane.

Nas referidas eleições, o ABC conseguiu 48 dos 120 lugares, no Parlamento local, à frente da formação política do primeiro-ministro cessante, Pakathila Mosisili, que obteve 30 lugares.

Para conseguir a maioria absoluta, o ABC de Thomas Thabane negociou com a Aliança Democrática, o partido Nacional Basoto e o Congresso Reformado do Lesotho, fazendo uma coligação com 63 lugares.

Thomas Thabane reconquistou o poder, três anos após ter sido destituído por uma tentativa de golpe de Estado desencadeado pelas Forças Armadas. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »