Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Exposição Colectiva Itinerante “Autores Lusófonas na Colecção da Fundação PLMJ – Vol. II”

No dia 27 de Março (3ª feira) pelas 18H30, será inaugurada no CAMÕES/ CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50) a exposição colectiva e itinerante de Artes Plásticas “AUTORES LUSÓFONOS NA COLECÇÃO DA FUNDAÇÃO PLMJ – Vol II”, com Curadoria de JOÃO SILVÉRIO.

A exposição “AUTORES LUSÓFONOS NA COLECÇÃO DA FUNDAÇÃO PLMJ – Vol. II” é o segundo passo de um Programa iniciado em 2016, na cidade de Maputo, por ocasião do 11º Encontro de Fundações da CPLP, onde foi apresentada uma exposição colectiva que reuniu trabalhos de artistas oriundos dos países que integram a Comunidade de Língua Portuguesa, com particular incidência naqueles que têm uma estreita ligação ao país de acolhimento da Mostra.

Segundo João Silvério, Curador da exposição e também Curador da exposição realizada em Maputo, em 2016, “a mostra enquadrou uma apresentação de obras de artistas representantes de uma geração pós-colonial que construiu a sua obra sob o signo da libertação e das transformações sofridas pelas novas sociedades independentes, enquanto novas nações, perante o desafio da liberdade e da democracia, num contexto mundial em que a globalização se concretizava atingindo todos os extractos da sociedade, todas as classes sociais e as mais diversas áreas económicas”.

João Silvério alude ao conceito e lógica de itinerância desta exposição, esclarecendo que não é estática, nem se reduz à circulação dos mesmos conteúdos iniciais, antes procura recolher outras propostas e incorporar outros autores, tendo em conta outras conexões, de modo a “partilhar com o público a dinâmica e prospectiva que animam esta instituição e a continuidade do seu acervo”.

A exposição “AUTORES LUSÓFONOS NA COLECÇÃO DA FUNDAÇÃO PLMJ – Vol. II” reúne trabalhos de dezasseis artistas, na sua maioria, com reconhecimento internacional do seu trabalho:
– Abraão Vicente
– Délio Jasse
– Paulo Jazz
– Paulo Kapela
– Paulo Kussy
– Francisco Vidal
– Ilhosvanny
– Inês Teixeira
– Jorge Dias
– Kiluange Kia Henda
– Lino Damião
– Mauro Pinto
– Nú Barreto
– René Tavares
– Rita GT
– Rosana Ricalde
– Yonamine

SOBRE A CONFERÊNCIA

No dia 28 de Março de 2018 (4ª feira), às 18H00, no âmbito da exposição “Autores Lusófonos na Colecção PLMJ – Vol II”, o CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS vai acolher uma CONFERÊNCIA, também promovida em parceria com a FUNDAÇÃO PLMJ, subordinada ao tema

“PATRIMÓNIO CULTURAL ANGOLANO“.

Participarão nesta Conferências destacadas figuras, angolanas e portuguesas, ligadas ao tema em análise, designadamente:
– Director Geral Adjunto do Instituto Nacional do Património Cultural, Dr. Emanuel Caboco;
– Coordenador da Sub-Comissão da Cultura da Comissão Nacional da UNESCO, Dr. Afonso Valentim;
– Director Geral da Biblioteca Nacional, Dr. João Lourenço;
– Directora Geral do Arquivo Histórico Nacional, Dra. Alexandra Aparício;
– Dr. Bruno Xavier de Pina, Sócio da PLMJ Advogados;
– Dr. Francisco Neves, Associado Sénior da PLMJ Advogados;
– Dr. Anacleto Máximo, Director Geral da ERGICON Angola.

Nesta Conferência serão abordados vários sub-temas ligados ao Património Cultural Angolano.

SOBRE A FUNDAÇÃO PLMJ

Segundo Luís Sáragga Leal (Presidente do Conselho de Administração da Fundação PLMJ e sócio fundador da PLMJ – Advogados, SP, RL), “a PLMJ – Advogados, SP, RL, instituiu a Fundação PLMJ sob o lema “uma sociedade de advogados como estaço de cultura”. Desde 2001 que a Fundação PLMJ apoia a arte contemporânea portuguesa e dos restantes membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), através de múltiplas acções e projectos. No decorrer destes anos, a Fundação PLMJ afirmou-se como uma importante instituição cultural de língua portuguesa que compreende a amplitude da sua actividade no contexto da CPLP.

A Fundação PLMJ tem vindo a desenvolver uma colecção de arte contemporânea no âmbito da lusofonia, convergindo num diálogo entre artistas e dos restantes membros da CPLP. A Fundação PLMJ tem dinamizado diversificadas exposições de artistas portugueses e de outros países de língua portuguesa, e edita anualmente um livro dedicado a um núcleo ou a uma temática do acervo coleccionado.

(…) A exposição em Maputo, em 2016, foi o primeiro passo de um programa que neste ano de 2018 apresenta a sua segunda edição, também em colaboração e parceria com o Instituto Camões (….).

A colecção de arte contemporânea da Fundação PLMJ tem seguido uma política de aquisições regulares, e esta exposição integra algumas novas aquisições, procurando manter um olhar atento a novas propostas estéticas que percorrem, a par da língua que nos une, uma experiência global dos artistas que nos trazem novas leituras e perspectivas diversas da criação artística contemporânea”.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »