Radio Calema
InicioDestaquesEstados Unidos sancionam Rússia por ingerência na eleição presidencial

Estados Unidos sancionam Rússia por ingerência na eleição presidencial

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (15) uma série de sanções contra pessoas e entidades da Rússia em resposta à ingerência de Moscovo nas eleições presidenciais de 2016 e vários ciberataques.

A decisão foi tomada depois de vários meses de atrasos que enfureceram muitos legisladores e geraram dúvidas sobre a vontade real do presidente Donald Trump de enfrentar Moscovo.

As medidas do Tesouro americano foram anunciadas em um clima particularmente tenso entre os países ocidentais e a Rússia, acusada de ser responsável pelo envenenamento no Reino Unido do ex-espião russo Serguéi Skripal.

As sanções são dirigidas contra 19 pessoas, entre elas o empresário próximo ao Kremlin, Yevgeny Prigozhin, e cinco entidades, incluindo o FSB (serviço federal de inteligência) e o GRU (serviço secreto militar russo).

Moscovo, que sempre negou qualquer interferência na eleição americana, já prometeu “medidas de represália” através de seu vice-ministro das Relações Exteriores, Serguei Ryabkov, que vinculou as sanções à eleição presidencial russa deste domingo, nas quais o presidente Vladimir Putin é favorito.

“Seremos duros com a Rússia até que decidam mudar o seu comportamento”, disse a porta-voz da Casa Branca Sarah Sanders. “Terão que decidir se querem ser bons ou maus atores”.

Segundo os serviços de inteligência americanos, o governo russo realizou uma operação concertada e planificada para influenciar nas eleições presidenciais de 2016 a favor de Trump, inclusive mediante o uso de redes sociais e a difusão de “notícias falsas”.

Casa Branca coopera

O Congresso americano já havia votado pelas sanções contra a Rússia, mas o Tesouro se conformou com a publicação, no dia 30 de janeiro, de uma lista de 200 funcionários russos, sem anunciar medidas punitivas imediatas.

Vários dos afetados nesta quinta-feira foram declarados culpados ​​em meados de fevereiro, no contexto da investigação do procurador-especial Robert Mueller sobre a interferência russa durante a campanha eleitoral que levou Trump à Casa Branca.

Mueller, que investiga um possível conluio entre a equipe de Trump e Moscou, emitiu uma ordem judicial para que a Organização Trump, a compañía fundada pelo magnata imobiliário, entregue todo documento relacionado com a Rússia, revelou nesta quinta-feira o jornal The New York Times.

Em um comunicado, um dos advogados do grupo, Alan Futerfas, não confirmou especificamente a medida cautelar, mas disse que a organização estava cooperando com todas as pesquisas. Além das de Mueller, três comissões no Congresso estão investigando os laços com a Rússia.

Em nome da Casa Branca, a porta-voz do presidente, Sarah Sanders, disse: “Continuaremos a cooperar” com Mueller.

– “Decepção” –

As sanções envolvem o congelamento dos ativos que as pessoas afetadas possam ter nos Estados Unidos e a proibição de que as empresas americanas realizem transações com eles.

As medidas tomadas pelo governo de Trump também respondem a vários ciberataques atribuídos pelos Estados Unidos à Rússia, incluindo uma tentativa de penetrar no sistema de distribuição de energia, disse um funcionário americano.

Denunciando as “atividades desestabilizadoras” da Rússia, o Tesouro voltou a apontar a responsabilidade da Rússia no ciberataque NotPetya de junho passado.

Este ataque, que começou na Ucrânia e na Rússia antes de propagar-se ao resto do mundo afetando milhares de computadores, atingiu multinacionais e infraestrutura crítica, como o sistema de controle do local do acidente nuclear de Chernobyl e os portos de Bombay e Amsterdã.

O Tesouro disse na quinta-feira que foi “um dos mais destrutivos e custosos da história”, afetando “vários hospitais nos Estados Unidos” que não puderam gerar dados eletrônicos “durante mais de uma semana”.(AFP)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.