Radio Calema
InicioDestaquesIsabel dos Santos grava vídeo a negar acusações e faz ultimato

Isabel dos Santos grava vídeo a negar acusações e faz ultimato

A filha do ex-presidente de Angola diz estar “revoltada” com as acusações que lhe têm sido dirigidas, bem como à sua equipa de administração da Sonangol.

Na sequência da acusação feita por Carlos Saturnino, o atual presidente da petrolífera angolana, Isabel dos Santos decidiu defender-se em várias frentes. Primeiro, através de comunicado, depois em vídeos publicados na sua página pessoal do Facebook nos quais nega as acusações que lhe têm sido feitas.

“É uma mentira revoltante afirmar publicamente que recebi 145 meses de salário quando, na verdade, recebi 17 meses e trabalhei 18 meses”, diz Isabel dos Santos garantindo que as “folhas de salário” podem comprovar esta sua versão dos factos e, por isso, a filha de José Eduardo dos Santos é perentória no ultimato que faz: “Exijo que me enviem, nas próximas 24 horas, evidências de salários indevidos que eu, ou qualquer membro da minha equipa, tenha recebido”.

Nesta senda, a empresária disse ainda ser “falsa a afirmação de que foram efetuadas transferências bancárias após a cessão de funções da anterior administração” e garantiu que “não existem instruções de pagamentos com data posterior a 15 de novembro de 2017”.

Quanto às denúncias de transferências de 38 milhões de dólares, Isabel dos Santos garante que se trata do “pagamento das faturas dos trabalhos de consultoria já prestados e em dívida”.

Face ao exposto, a empresária quer que Carlos Saturnino coloque o seu lugar à disposição caso não apresente os documentos que comprovam as acusações que têm sido feitas contra a sua administração. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.