Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Comboio humanitário retirou-se de Ghouta sem descarregar nove camiões

O comboio humanitário que entrou no feudo rebelde de Ghouta oriental, perto da capital da Síria, retirou-se ao início da noite sem ter entregue toda a carga, distribuída “no meio de bombardeamentos”.

O comboio de ajuda humanitária que entrou esta segunda-feira no feudo rebelde de Ghouta oriental, perto de Damasco, capital da Síria, retirou-se ao início da noite sem ter entregue toda a carga, distribuída “no meio de bombardeios”, informou a ONU. Ficaram nove camiões por descarregar.

“Está a acontecer agora. O comboio humanitário com destino a Ghouta oriental está a retirar-se de Douma quase nove horas depois. Entregámos o máximo de ajuda possível no meio dos bombardeios”, escreveu na rede social Twitter Sajjad Malik, representante da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

O responsável acrescentou que os civis estão a ser “mantidos reféns de uma situação trágica”.

Os 46 camiões com ajuda médica e alimentos para cerca de 27.500 pessoas, segundo o Departamento de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA), foram o primeiro comboio humanitário a entrar no enclave desde o lançamento, a 18 de fevereiro, da operação militar do regime que já matou mais de 700 civis, de acordo com uma organização não-governamental.

“O comboio humanitário teve que abreviar sua missão, quando nove camiões ainda não tinham sido descarregados“, disse à agência France Press um funcionário local da Duma.

De acordo com Linda Tom, do escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) em Damasco, os confrontos e os bombardeios continuaram durante o descarregamento da ajuda.

Um ataque aéreo atingiu Douma enquanto o comboio ainda estava na cidade, assegurou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A ONU recebeu as autorizações necessárias para distribuir ajuda para “70.000 pessoas” e um segundo comboio humanitário está previsto para quinta-feira. (Observador)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »