Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angosat mantém-se em órbita – Sergey Lavrov

O chefe da diplomacia russa, Sergey Lavrov, referiu esta segunda-feira que o satélite angolano Angosat, produzido e lançado para o espaço por uma empresa daquele país, mantém-se em órbita e espera-se que entre em serviço em Abril próximo.

Nos últimos tempos têm sido veiculadas informações segundo as quais o fabricante russo perdeu o contacto com o primeiro satélite angolano (Angosat).

As informações referem-se à perda de comunicação com o Angosat e que a “falha” pode ter sido causada por um curto-circuito.

No entanto, Serguey Lavrov, que fez este pronunciamento em conferência de imprensa, em Luanda, não confirmou essas informações e referiu que o satélite entrará em serviço no mês previsto (Abril).

No quadro diplomático, confirmou que foi feito um convite do Presidente Russo, Vladmir Putin, ao Estadista angolano João Lourenço para visitar a Rússia, o que deverá acontecer este ano.

“Nesta altura estamos a prepará-la”, disse relativamente à deslocação do Presidente João Lourenço ao país localizado no norte da Eurásia.

Ressaltou o facto de o diálogo político entre os dois países ser intenso, quer por meio de troca de delegações ao mais alto nível, quer pelo apoio mútuo às organizações internacionais.

Segundo Serguey Lavrov, existe excelente cooperação no domínio dos recursos minerais e boas perspectivas para desenvolver parcerias no sector de petróleo e gás.

O alargamento da cooperação deverá contemplar, também, as tecnologias de ponta em áreas como da utilização de energia atómica e do espaço cósmico, ambas para fins pacíficos.

“Dado o interesse das autoridades angolanas em relação ao gás, convidamos o país a aderir ao fórum dos países exportadores de gás, criado recentemente”, referiu Serguey Lavrov.

Reiterou o compromisso das autoridades russas em manter a cooperação estratégica com Angola na formação de quadros.

Estão a estudar em território russo cerca de mil e 100 angolanos. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »