Radio Calema
InicioAngolaRegiõesMulher com insuficiência renal deve ser inclusa nos programas do Executivo

Mulher com insuficiência renal deve ser inclusa nos programas do Executivo

A mulher com insuficiencia renal deve ser inclusa nos programas e planos do Executivo por forma a melhorar a sua qualidade de vida, defendeu hoje, em Luanda, a coordenadora geral da Juventude da Associação Defesa de Direitos dos Insuficientes Renais de Angola (ADIRA), Palmira da Silva.

Ao dissertar durante a 1ª Conferência da Mulher Insuficiente Renal sobre o tema “despedimento laboral motivado pela ausência do local de trabalho para realizar hemodiálise” disse que a mulher nesta condição deve ser valorizada, inclusa e empoderada dentro das instituições.

Para a responsável, muitas pacientes com insuficiência renal enfrentam diversas barreiras sociais, provando assim problemas depressivos e isolamento dentro da sociedade em que coabitam.

Referiu que a mulher ou o paciente com problema renal é considerado uma pessoa vulnerável porém, isso não deve ser razão para ser desvalorizado e discriminado nos locais de trabalho ou por outrem.

Advogou a necessidade da criação de políticas de defesa, bem como de uma lei que proteja e defenda os interesses do doente com insuficiência renal.

“Muitos pacientes são exclusos da sociedade e nos locais de trabalho por estarem nessa condição, enfrentando diversas barreiras sociais, daí a realização desta conferência para se discutir os direitos para que a população seja mais solidária, para se mudar esse quadro” acrescentou.

A existência de um programa nacional de acompanhamento dos serviços de hemodiálise vai coadjuvar bastante para o melhoramento da condição física e emocional do paciente, observou Palmira da Silva.

Para a paciente com insuficiência renal Elizeth de Fátima, já há 4 anos que faz diálise, e uma das maiores preocupações é a não integração na sociedade e a falta de apoio familiar.

“ Muitas mulheres nesta condição, funcionárias no sector privado, são despedidas porque ficam ausente do trabalho 2 a 3 dias na semana. Por isso, deve-se criar núcleos de apoio para ajudar essas mulheres renais no sustento da família”, solicitou.

A insuficiência renal é a incapacidade dos rins de filtrar o sangue, eliminando substâncias ruins, como ureia ou creatinina, por exemplo, que podem ficar acumuladas no organismo quando os rins não estão funcionando bem. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.