Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Familiares pagam caução para soltura

A família da kudurista Flor de Raiz pagou um milhão de kwanzas correspondente a caução de soltura da cantora que se encontrava detida por ter simulado o seu próprio rapto, algures em Luanda.

A informação foi confirmado hoje ao Jornal de Angola pela mãe da kudurista, Esperança Cahata, que explicou que foi possível obter tal montante com ajuda de parentes.

Durante a audiência na quinta-feira, a família apelou aos órgãos de Justiça para a redução do valor correspondente à caução mas sem sucesso. A cantora Flor de Raiz foi detida no dia 24 de Fevereiro, pela Polícia Nacional, por ter simulado o seu próprio rapto, pelo qual exigia o pagamento de um resgate de dois milhões de kwanzas.

A cantora ligou para o seu agente, Tony Vitara, dando-lhe a conhecer que foi vítima de um rapto e que estava sob o custodia
dos marginais, e que corria o nrisco o risco de ser violada sexualmente.
Para a restituição da sua liberdade, o agente tinha de pagar pelo resgate, mas a cantora garantiu às autoridades que tudo não passava de uma brincadeira.

Em consequência disso, o Serviço de Investigação Criminal (SIC) encaminhou para o Ministério Público o processo-crime contra a kudurista Flor de Raiz, acusando-a de simular o seu próprio rapto.
O jurista Garcia Mabanza explica que o facto de o crime de simulação de rapto não estar tipificado no Código Penal de Angola levou a que a cantora fosse libertada, pagando apenas uma caução. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »