Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ataques na capital do Burkina Faso deixam dezenas de mortos

Vários homens atacaram nesta sexta-feira (2) o Estado-maior das Forças Armadas de Burkina Faso e a embaixada da França em Ouagadougou, antes de serem repelidas em um confronto que deixou dezenas de mortos e feridos.

Segundo uma fonte governamental, 16 pessoas – nove atacantes e sete membros das forças de segurança – morreram, enquanto outras fontes contatadas pela AFP em Paris deram um balanço maior, de pelo menos 28 mortos só no segundo ataque.

Os ataques começaram na manhã de sexta-feira, quando vários grupos de homens armados atacaram diferentes locais do centro da capital burquinense.

Um correspondente da AFP ouviu uma intensa troca de tiros e viu um veículo em chamas.

Segundo testemunhas, cinco homens armados saíram do carro e abriram fogo contra transeuntes antes de seguirem para a embaixada da França no centro da capital de Burkina Faso.

Uma fonte dentro da delegação diplomática contou que cinco homens teriam tentado entrar no prédio, mas não conseguiram, e atiraram contra o edifício.

Ao mesmo tempo, houve uma explosão perto da sede das forças armadas burquinenses e do Instituto Francês – representação cultural do país -, que ficavam no perímetro de um quilómetro do local do primeiro ataque.

Uma fonte governamental disse que 16 pessoas – nove atacantes e sete membros das forças de segurança – morreram, a maioria deles no ataque contra o Estado-maior.

No entanto, duas fontes de segurança na França e uma na África ocidental, disseram à AFP em Paris que pelo menos 28 pessoas morreram no ataque.

No ataque à embaixada francesa não foi reportada nenhuma vítima desta nacionalidade, segundo fontes diplomáticas.

“Nosso país voltou a ser alvo, nesta sexta-feira, das forças obscurantistas”, declarou o presidente burkinense, Roch Marc Christian Kaboré.

O presidente francês, Emmanuel Macron, reafirmou “a determinação e o compromisso pleno da França com seus aliados do G5 Sahel na luta contra os movimentos terroristas”.

“As forças francesas em Burkina intervieram em apoio à ação do exército burquinense”, afirmou à AFP o porta-voz do Estado-maior do Exército francês, coronel Patrick Steiger.

A promotoria de Paris abriu uma investigação por tentativa de assassinato terrorista.

– “Fedor terrorista” –

Em imagens publicadas pelos moradores de Uagadugu no Twitter era possível ver colunas de fumaça preta elevando-se sobre os edifícios.

Por enquanto, nenhum grupo reivindicou a autoria das ações.

Estes ataques têm um “fedor terrorista muito forte”, declarou o ministro burquinense da Informação, Rémis Fulgance Dandjinou, à TV estatal RTB.

No Estado-maior “houve um ataque com explosivos que destruiu uma seção” do edifício. A explosão provocou “um certo número de feridos entre os gendarmes e os militares que estavam de plantão”, explicou o ministro.

O Serviço de Informação do governo burquinense se referiu a “um ataque terrorista praticado […] por homens fortemente armados não identificados”.

O governo burquinense condenou o que chamou de “atos covardes e selvagens” e pediu à população para “manter a calma e colaborar com as forças de defesa e de segurança”.

A situação está “sob controle” na embaixada da França e no Instituto Francês, informou, por sua vez, o entorno do ministro de Relações Exteriores do pais, Jean-Yves Le Drian.

A capital de Burkina Faso tem sido alvo de ataques extremistas contra locais frequentados por ocidentais em várias ocasiões nos últimos anos.

No norte do país, fronteiriço com o instável Mali, também são frequentes os ataques de grupos jihadistas contra representantes do Estado, como gendarmerias e escolas.

Segundo um balanço oficial, 133 pessoas morreram em 80 ataques jihadistas no norte de Burkina Faso desde o primeiro trimestre de 2015. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »